quinta-feira, 6 de maio de 2021

Justiça volta a conceder prisão domiciliar a Roger Abdelmassih

 Ex-médico de 76 anos cumpre pena por abuso sexual de pacientes



O ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 173 anos de prisão pelo abuso sexual de pacientes, teve prisão domiciliar concedida nesta quarta-feira por decisão da juíza Sueli Zeraik, da Vara de Execuções Criminais (VEC) de Tremembé. 

No ano passado ele chegou a ser liberado, no mês de abril, para cumprir pena em regime domiliciar por pertencer ao grupo de risco para o novo coronavírus. Ele tem 76 anos e comorbidades cardíacas e respiratórias. No entanto, Abdelmassih voltou ao presídio após recurso do MP-SP (Ministério Público de São Paulo).

Na decisão desta quarta, a juíza registra que houve "sensível piora" no quadro clínico do preso.  

R7 e Correio do Povo


São Paulo segura empate na Argentina e mantém liderança na Libertadores


Nenhum comentário:

Postar um comentário