segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Inter vence Vasco no Rio e se mantém na liderança do Brasileirão

 Colorado venceu por 2 a 0 e se prepara para duelo contra o Flamengo em jogo crucial para o título



Vencer, vencer, vencer. Essa era a palavra de ordem para o Inter na tarde deste domingo, depois de um tropeço durante a semana contra o Sport pelo Brasileirão. E o Colorado entrou em campo nesta tarde, contra o Vasco, no Estádio São Januário, com uma postura ofensiva, na busca de ser novamente campeão nacional. O que parecia ser um jogo fácil, contra uma equipe lutando contra o rebaixamento, complicou. Mas no placar, entre altos e baixos, 2 a 0 para o time de Abel Braga, com gol marcados por Rodrigo Dourado e Thiago Galhardo.

No primeiro tempo, dominínio total dos visitantes, que chegaram ao gol aos nove minutos da parcial: em cobrança de falta, Moisés levantou na boca da área e Dourado subiu mais alto que a zaga para mandar de cabeça para o fundo do gol. O árbitro Flávio Rodrigues esperou a análise do VAR para validação da jogada, mas a equipe da tecnolgoia percebeu um problema com o programa que traça as linhas na imagem – prevaleceu, então, a decisão de campo, uma vez que o assistente não marcou impedimento.

O Colorado continuou superior, mas, lentamente, começou a recuar. Na metade final do confronto, mudanças táticas fizeram o time de vez assumir uma postura mais defensiva e optar pela tentativa de contra-ataques. O Vasco ainda perdeu um pênalti, com Cano. E, no apagar das luzes, Galhardo marcou e selou o placar aos 51 minutos.

Em um campeonato de pontos corridos, a próxima partida tem a cara de cara de final. No Maracanã, o Inter enfrenta o Flamengo, segundo colocado, e que está atrás apenas um ponto.

Domínio na primeira parcial

Pressão na saída de bola sem dar espaços para o adversário. Assim entrou o Colorado em campo numa tarde quente no Rio de Janeiro. Já aos quatro minutos, os comandos de Abel fizeram boa troca de passes no setor ofensivo, quando Edenílson recebeu na entrada da área e chutou prensado contra a zaga. Yuri Alberto pegou o rebote e finalizou forte. No reflexo, Fernando Migue fez a defesa espalmada. Um indício do que seria o primeiro tempo.

E não tardou ao Inter abrir o marcador. Aos nove, Em cobrança de falta, Moisés levantou próximo à marca do pênalti, e Rodrigo Dourado desviou de cabeça, direto para o fundo da redes, após subir mais alto do que os marcadores. O juiz fez a revisão no VAR e confirmou o tento depois de quase três minutos de paralisação.

Mesmo com a vantagem, o Colorado não baixou a guarda e continuou se impondo, empurrando o Vasco para sua metade do campo. Quando conseguiu chegar aos 15 minutos, os mandantes reclamaram pênalti após Talles cabecear prensando junto ao braço de Yuri Alberto, mas a arbitragem mandou seguir. Na sequência, Bruno Gomes derrubou caio na entrada da área e recebeu cartão amarelo. Edenílson fez a cobrança, mas explodiu na barreira.

Se Marcelo Lomba era pouco exigido, Fernando Miguel precisava trabalhar bastante, uma vez que o Inter controlava o meio de campo e dominava o Vasco em São Januário. Yuri Alberto recebeu bonita infiltração aos 23 e finalizou quase sem ângulo, com o arqueiro fazendo a defesa de manchete. Soberana na partida, a equipe gaúcha, então, diminui as linhas de marcação para buscar o contra-ataque.

Embora com maior espaço, o time da casa não conseguia levar perigo. Aos 38, teve falta em lance no qual Talles Magno foi derrubado pelo pelo lado esquerdo. Benítez levantou no segundo poste, forte demais, e a bola cruzou por cima de todo mundo e atravessou a linha de fundo sem desvio. Em outra oportunidade, aos 44, Léo Gil cobrou falta sofrida por Henrique, mas a zaga afastou qualquer chance de empate com uma cabeça de Cuesta para longe.

Nos seis de minutos de acréscimo, novamente quem teve as melhores chances foram os visitante. O jovem Maurício foi derrubado por Ricardo próximo à área. Rodinei levantou desvio de Yuri direto pela linha de fundo. E, no apito final da primeira parcial, vantagem de 1 a 0 para o Colorado.

Recuo no segundo tempo

Para o segundo tempo, Abel lançou Rodrigo Lindoso no lugar de Maurício, deixando o meio campo mais recuado e Dourado mais centralizado. No primeiro lance, Edenílson aberto pela direita fez o cruzamento para a Yuri Alberto, que cabeceou contra o zagueiro. No rebote, Caio foi desarmado, dando brecha para um contra-ataque vascaíno mal armado.

Com mais espaço, o Vasco começou a se aproximar mais da área colorada, mas ainda sem assustar. Em duas chances, Carlinhos tentou o chute de fora da área, e Talles cabeceou para fora após receber de Léo Matos. Aos 11,  Cano recebeu na área e caiu após contato com Cuesta, mas arbitragem marcou impedimento do atacante.

O Inter se fechou na intermediária para trás, e o Vasco cercou a área buscando o gol de empata e somar pontos na tabela para fugir do rebaixamento. O semblante dos jogadores era de desespero, ainda mais em uma temporada na qual não conseguiu vencer um jogo no Brasileirão, depois de sair atrás no placar. Assim, o Colorado tentava aproveitar as oportunidades criadas no contra-ataque, mas em muita efetividade.

Depois de 35 dias sem atuar, o atacante Thiago Galhardo fez sua reestreia, ao entrar no lugar de Caio Vidal. Em outra mudança, Abel lançou Nonato no lugar de Praxedes, formando uma linha de cinco, com Dourado de primeiro volante. Mesmo assim, o Inter não aproveita as chances.

Aos 31 minutos, Cano foi derrubado por Cuesta na área – a arbitragem marcou pênalti e deu cartão amarelo para o zagueiro argentino. O que seguiu foram seis minutos de tensão até a revisão pelo VAR, com muita reclamação colorada. Moisés também levou amarelo por bagunçar a marca do pênalti na tentativa de atrapalhar a cobrança. Quando Flávio Rodrigues se dirigiu para o monitor para a revisão, o Vasco pediu a manutenção da decisão de campo. E foi o aconteceu. Mas de nada adiantou. O artilheiro do time, Cano, chutou para fora, para alívio da torcida gaúcha.

No apagar das luzes, Galhardo voltou a marcar, na famosa "lei do ex". Foi seu 17º gol no Campeonato Brasileiro, o 23º na temporada, após Peglow ajeitar para ele dentro da área. No apito final, 2 a 0 para o Colorado e uma proximidade maior com o título de campeão 

Campeonato Brasileiro | 36ª rodada

Vasco 0)
Fernando Miguel; Léo Matos (Yago Pikachu), Ricardo Graça, Castan e Henrique; Bruno Gomes (Juninho), Carlinhos, Léo Gil, Benítez e Talles Magno; Cano.
Técnico: Vanderlei Luxembergo.

Inter 2
Lomba: Rodinei, Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Johnny), Edenílson, Praxedes (Nonato), Caio Vidal (Thiago Galhardo) e Maurício (Lindoso); Yuri Alberto (Peglow).
Técnico: Abel Braga.

Gols: Rodrigo Dourado (9/1ºT), Galhardo (51/2ºT)
Cartões amarelos: Bruno Gomes (Vasco) ; Maurício, Rodinei, Victor Cuesta, Moisés (Inter).
Arbitragem: Flávio Rodrigues 
Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)


Correio do Povo


RS terá tempo instavel e abafado nesta segunda-feira


Barcellos protesta contra arbitragem de Vasco x Inter

Abel celebra recorde no Inter e promete entrega total contra o Flamengo


Grêmio sofre virada para o São Paulo e dá adeus às chances de G-4 no Brasileirão


Internações por Covid-19 voltam subir em Porto Alegre


Brasil registra mais de 239 mil mortes por Covid-19


Itamaraty lamenta morte de ex-presidente argentino Carlos Menem


Dependência econômica do Brasil com a China aumenta


Flamengo vence Corinthians e mantém perseguição ao Inter


Comissão de Arbitragem aciona empresa sobre problemas do VAR em Inter x Vasco


Por problema no VAR, Vasco vai acionar CBF e STJD para anular jogo contra o Inter


Plano de Guedes é aprovar nova rodada do auxílio emergencial em três semanas


Municípios da região Centro entram com recurso contra bandeira vermelha


Anvisa anuncia vistoria de fábricas das vacinas Covaxin e Sputnik V


Municípios da Serra gaúcha vacinam idosos contra Covid-19 no fim de semana


Guiné declara surto de ebola, primeiro desde 2016


Desembargador autoriza demissão em massa de trabalhadores pela Ford


Fiscalização notifica 30 pessoas em Uruguaiana durante ações de prevenção à Covid-19


RS tem 24 novas mortes e mais 1,3 mil casos de Covid-19


Nova ponte do Guaíba completa dois meses e já reflete melhorias no fluxo da região


Diego exalta situação do Fla na briga por título: "Dependemos apenas da gente"


Ministro do STJ é internado com Covid-19 em Brasília


Scarpa brilha, Palmeiras vence Fortaleza e reage após decepção no Mundial


Aristóteles Lima Thury, presidente do TRE do Amazonas, morre de Covid-19


Athletico-PR marca no fim, bate Atlético-GO e ainda briga por Libertadores


Junta militar escala repressão e bloqueia internet em Mianmar


Separatistas reforçam posição no parlamento, em eleições da Catalunha


Biden pede ao Congresso reformar leis por menos armas


Moisés prega diminuir margem de erros no Inter por vitória


Santos volta a vencer, reage na tabela e rebaixa Coritiba


Goiás aproveita fragilidade do Botafogo, ganha e se mantém vivo na elite


Sampaoli despista sobre permanência no Atlético-MG: "O futebol muda o tempo todo"


Diego exalta situação do Fla na briga por título: "Dependemos apenas da gente"






Nenhum comentário:

Postar um comentário