quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Para desespero dos progressistas, Jordan Peterson está de volta

 

Jordan Peterson: o segredo da vida é responsabilidade| Foto: Divulgação


Jordan Peterson está de volta. Ele lançará em março o livro Beyond Order, com mais 12 “regras” para pessoas que buscam a autoanálise. Mas, como tudo o que envolve Peterson, a volta dele aos holofotes não foi sem trauma. Sabe-se que funcionários da editora que o publicará choraram numa reunião quente, na qual o corpo diretor da empresa teve de justificar o lançamento do livro que provavelmente será um best-seller.

Não conhece Jordan Peterson? Leia aqui um perfil do escritor canadense quando do lançamento de seu livro 12 Regras para a Vida.

O retorno do canadense é também uma espécie de redenção intelectual, espiritual e de saúde do escritor. Ele passou por várias clínicas de reabilitação depois de se tornar dependente de ansiolíticos. Aliás, diferentemente de outros escritores de autoajuda, esse gênero tão vilipendiado por progressistas místicos como Paulo Coelho, consta que Peterson usou as próprias palavras em 12 Regras para a Vida como uma forma de encontrar uma saída para sua situação.

Ler Jordan Peterson é sempre uma experiência interessante. E, por ocasião do lançamento de Beyond Order, seu 12 Regras está sendo revisitado por muitos leitores. Jonathan Miltimore, da Foundation for Economic Education, por exemplo, aproveitou o feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos para refletir sobre a regra mais importante de Jordan Peterson para a vida. Quer saber que regra é essa? Leia aqui.

Na mesma semana, aliás, o mesmo Miltimore escreveu sobre a relação entre a sabedoria e a gratidão – outra preciosidade contida no livro de Peterson. Por fim, Patrick Carroll, também da Foundation for Economic Education , explica que o novo livro de Jordan Peterson, que deve chegar às livrarias brasileiras ainda no primeiro semestre de 2021, é necessário num mundo obcecado pela ideia de ordem. Estão aí os lockdowns e outras medidas autoritárias que não me deixam mentir.


Gazeta do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário