sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

O IBOPE precisa ser investigado com a máxima urgência, por Lúcio Machado Borges*

 


Não é de hoje que eu tenho uma grande desconfiança em relação ao IBOPE. Acho interessante que as pesquisas eleitorais deste instituto erram, mas sempre em prol de algum candidato de esquerda.

            O IBOPE tinha divulgado que a Manuela venceria o primeiro turno com folga em Porto Alegre. No entanto, o vencedor foi Sebastião Melo. Em Belém (PA), foi decisiva a pesquisa divulgada no dia 28/11. Uma disparidade incompreensível para a diferença real. Na pesquisa, a diferença de 16%, na realidade 3,5%. Isso é uma clara manipulação  da eleição. O tal “voto útil” criminoso.

            Em Fortaleza (CE), a pesquisa dava 61 PDT x 39 PROS, enquanto a eleição foi 51 PDT x 49 PROS; diferença de 10%. Em Caucaia (CE), região metropolitana de Fortaleza, a pesquisa dava 62 PSD x 38 PROS, enquanto o resultado foi 49 PSD x 51 PROS, diferença de 13%.

            Em Porto Alegre, o IBOPE dava 51 para Manuela e 49% para Sebastião Melo. A realidade foi Sebastião Melo 55% x 45% para Manuela.

            O IBOPE fez o mesmo com o presidente Jair Bolsonaro. Na época, o IBOPE disse que Bolsonaro perderia para qualquer um no segundo turno.

            Em 2014 na eleição para o Senado, a pesquisa boca de urna do IBOPE tinha dado a vitória a Olívio Dutra. No entanto, o vencedor naquele pleito foi Lasier Martins.

            Por todas as razões elencadas acima é que eu acredito que o IBOPE precisa ser investigado com a máxima urgência. É má-fé, incompetência ou estão sendo pagos para isso?

 

*Editor do site RS Notícias


Nenhum comentário:

Postar um comentário