sábado, 7 de novembro de 2020

Rio Grande do Sul tem três regiões em bandeira vermelha em mapa preliminar

 As áreas de Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo apresentaram piora nos indicadores nessa semana


O Rio Grande do Sul voltou a ter regiões em bandeira vermelha, conforme apresentou o 27º mapa preliminar do Distanciamento Controlado, divulgado nesta sexta-feira pelo Governo do Estado. As áreas de Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo apresentaram piora em seus indicadores e foram consideradas nesta semana como alto risco epidemiológico para contágio do coronavírus. 

Houve 16 em bandeira laranja – Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Guaíba, Lajeado, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Palmeira das Missões, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Taquara e Uruguaiana – e duas em bandeira amarela, Bagé e Erechim. 

O Rio Grande do Sul se aproxima da marca das 6 mil mortes relacionadas à Covid-19. Segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram contabilizados, nesta sexta-feira, 20 novos óbitos e, com isso, o Estado passa a acumular 5.973 vidas perdidas desde o início da pandemia.

Crescimento na ocupação de leitos

A macrorregião Missioneira, como um todo, apresentou nesta semana crescimento de 17,86% na ocupação de leitos clínicos por conta do coronavírus, fechando a quinta-feira com 99 hospitalizações, o maior patamar dos últimos 30 dias. Em termos de casos confirmados em leitos de UTI, o avanço foi de 5,26%, com 40 pacientes em tratamento intensivo por conta da doença.

No Estado, o grupo de monitoramento constatou estabilidade em todos os indicadores, com variações inferiores a 5%. Como pontos negativos, nos quais os indicadores mostraram piora, estão o número de internados com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em leitos de UTI, que cresceu 3%; o número de óbitos, que aumentou 4%; e a quantidade de leitos livres, queda de 3%.

Contabilizando os pacientes internados por outras causas, nesta semana houve leve aumento no número de leitos de UTI ocupados. Com a manutenção do total de leitos de UTI no Estado, se percebe estabilidade na razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19 nas últimas quatro semanas.

Das 21 regiões, apenas Uruguaiana, Bagé e Guaíba não aderiram ao sistema compartilhado. As outras 18 já adotam protocolos alternativos às bandeiras definidas pelo governo – Santa Maria, Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo  ngelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado.

As regiões em cogestão classificadas em bandeira laranja podem adotar regras de bandeira amarela, basta que enviem protocolos próprios adaptados à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

Os municípios e associações regionais podem apresentar, até as 6h de domingo, pedidos de reconsideração, que serão analisados para que as bandeiras definitivas sejam divulgadas na segunda-feira. A nova fase do Distanciamento Controlado passa a valer oficialmente na terça-feira. 

O levantamento completo da 27ª rodada do Distanciamento Controlado está disponível neste link. 


Correio do Povo


Sábado ensolarado começa menos frio e terá calor no RS


Republicanos pedem à Suprema Corte para interromper contagem de votos na Pensilvânia


Republicanos se dividem sobre as acusações de Trump sobre fraude nas eleições dos EUA


Equipe de Biden ameaça expulsar Trump caso ele se negue a deixar a Casa Branca



Biden projeta vitória e afirma: "Vamos provar que a democracia funciona"


Dólar cai 6% na semana com possível vitória de Biden e termina em R$ 5,39


Em depoimento, Marchezan critica impeachment


Caso Mari Ferrer: Procurador de SC sugere mudanças na lei para proteger vítima


Valor da tarifa de ônibus de Porto Alegre reduz para R$ 4,55 na segunda-feira


Vacinação contra poliomielite chega a 63% das crianças do RS


Governo federal reconhece necessidade de contratar energia para Amapá



Nenhum comentário:

Postar um comentário