quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Moradores da Lomba do Pinheiro protestam contra mudança em linha de ônibus

 EPTC garante que trajeto não foi cancelado e pode se consultado pelo aplicativo


Os moradores da Vila Santa Helena, no bairro Lomba do Pinheiro, que precisam utilizar a linha de ônibus 397.4, entre 6h e 8h, se surpreenderam na última segunda-feira ao não encontrarem coletivo que saía da parada 12, entre a avenida Deputado Adão Pretto e a rua Continental. Nesta terça-feira, o fato se repetiu e motivou uma manifestação de cerca de 50 pessoas, no final da tarde, em frente ao abrigo onde costumava sair o veículo.

“Havia uma outra linha, Bonsucesso-Santa Helena, mas que já chegava aqui lotado. Então, há mais de 20 anos, quando o bairro, que pertencia a Viamão, passou a ser de Porto Alegre, conquistamos este serviço, que nos foi tirado”, diz a representante do Coletivo Mulheres em Ação, Tania Aguiar. Segundo ela, a alteração ocorreu sem diálogo com a comunidade. “É um desrespeito, uma injustiça com uma das regiões que mais têm óbitos e internações por Covid-19. Foi na cala da noite”, reclama. Na manhã de terça-feira, representantes de entidades representativas do bairro estiveram no local, onde 18 pessoas esperavam na fila, sem saber da mudança.

Nair Trindade, da Associação Amigos da Lomba do Pinheiro, teme que outro serviço, que ainda está normalizado, o da lotação que passa na região, possa sair de lá. “Queremos a permanência da lotação e a volta da nossa linha, que faz somente o trajeto bairro-Centro, já era o suficiente para os trabalhadores da Santa Helena”, conta. Faixas e cartazes foram expostos durante o protesto, que contou com apoio dos motoristas e de pedestres que passavam por ali na ocasião. Tania lembra que o bairro tem uma comissão de transporte coletivo, que também não foi avisada da alteração. “Queremos dialogar com a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), estamos abertos a isso. Se não der certo, vamos recorrer à Justiça”, afirma.

A EPTC, por nota, informa que a linha 397.4 não foi cancelada e que “pode ser consultada no aplicativo TRI POA, com horários e itinerário em tempo real, assim como também na tabela horária disponível no site da EPTC”. A linha de reforço para atender a demanda de passageiros no horário do pico na região da Lomba do Pinheiro foi reforçada, segundo o órgão, “de uma para quatro viagens no pico da manhã, para dar mais conforto ao usuário, nos horários das 6h15, 6h55, 7h35 e 8h15, e garantir praticamente o mesmo atendimento de antes da pandemia”, diz a nota.

Conforme a EPTC, o ponto inicial foi deslocado para cerca de um quilômetro na mesma via, avenida Deputado Adão Pretto, “com o incremento da oferta em mais de 100% e para ter um melhor atendimento aos passageiros em todo o percurso”.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário