segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Grêmio tem empate frustrante diante do Corinthians, com dois a mais no campo

Tricolor dominou completamente a partida, mas não saiu do 0 a 0


O Grêmio mandou na partida, teve dois jogadores a mais em campo, mas errou muito no ataque e ficou no 0 a 0 com o Corinthians, neste domingo. O empate frustrante, na Arena Itaquera, impediu o Tricolor de encostar nos líderes e entrar de vez na briga pela liderança. Com o resultado, chega a 34 pontos e fica no oitavo lugar do Brasileirão. O Corinthians fica em 13º, com 26 pontos.

O Tricolor exerceu amplo domínio sobre os corintianos na etapa inicial, mesmo com igualdade numérica em campo. Foram os comandados de Renato Portaluppi que tomaram a iniciativa, o que resultou em oportunidades. O gol, contudo, não veio.

Grêmio arranca em cima do Corinthians

Logo aos dois minutos, um Diego Souza cada vez mais "centroavantão", deu o recado que os gremistas iam para cima. No seu jogo de número 100 pelo Grêmio, ele chutou forte de longe, a bola passou ao largo da meta.

Seis minutos depois, Cássio salvou em cima da linha, muito por conta de sua grande envergadura. Pepê foi acionado na direita e cruzou na área. A bola desviou perigosamente, Luiz Fernando se atirou para empurrar para o gol e o arqueiro corintiano se esticou para defender.


Diego Souza quase aumentou sua cota de 18 gols aos 10 minutos.  Jean Pyerre levantou com qualidade no escanteio, o atacante subiu mais que a zaga e testou forte, beliscando o poste direito. Logo em seguida, falta perigosa. Jean Pyerre tentou a cobrança direta, que passou triscando o travessão.

O Corinthians só foi chutar aos 24 minutos. Depois de cruzamento na área, Geromel afastou bola parcialmente. Luan matou no peito e tentou o chute de categoria. Foi longe da meta.

Expulsão e drama corintiano

Quatro minutos depois, o primeiro lance capital da partida. Matheus Henrique recebeu de Pepê, foi para cima da marcação e levou uma entrada atrapalhada de Marllon. O zagueiro errou o bote, veio com o pé em cima e atingiu violentamente a canela do volante gremista. O árbitro deu amarelo, viu a perna sangrando do gremista e mudou para vermelho. O VAR ainda foi consultado, mas a expulsão mantida.

Antes do fim da etapa, Luiz Fernando perdeu grande chance, após Diego Souza ser o garçom. Na pequena área, ele demorou para chutar e ficou sem ângulo, carimbando a defesa. No contragolpe, o Corinthians ganhou escanteio e teve seu lance mais perigoso. Fagner cobrou, a zaga cortou parcialmente e o próprio Fagner chegou chutando com pouco ângulo. Desviou na zaga e resvalou na trave antes de sair: 0 a 0 mantido.

Renato botou Pinares a fazer sua estreia no lugar de Darlan, com Diogo Barbosa substituindo Cortez. A superioridade numérica do Tricolor não se traduziu em produtividade ofensiva na arrancada da etapa. A primeira chance, inclusive, foi corintiana.

Aos 14, Luan fez boa jogada individual, limpou a marcação e invadiu a área. Na cara do gol, ele chutou prensado. Sobrou para Otero, que ia marcar; Orejuela salvou na hora do chute, com o gol aberto.

Poucas e desperdiçadas chances

O Grêmio empilhou escanteios e, ao mesmo tempo, acumulou cobranças curtas e altas ruins, que resultaram em nada. Aos 17, Luiz Fernando recebeu na frente da área, tentou tirar a marcação e chutar. A bola desviou no quinto tiro de canto gremista.

Dois minutos depois, Luiz Fernando fez grande jogada para invadir a área e foi derrubado por Otero. Falta para amarelo, que foi o segundo e virou vermelho. Eram 11 gremistas contra 9 corintianos – e eram apenas 19 minutos do segundo tempo. Pinares tentou a cobrança direta, Cassio tirou de soco.

A obrigação era cada vez maior por um gol da vitória, mas o Grêmio passou a errar muito e até dar chances do Corinthians obter uma vitória improvável. Numa delas, Luan segurou bem a bola e cavou falta. Na cobrança, dele mesmo, a bola passou por todo mundo e por pouco não entrou no canto direito.

Desorganizado na marcação, o Grêmio deu imenso espaço para Luan. E foi o meia que iniciou jogada que quase fez o Corinthians abrir o placar. Fabio Santos recebeu na linha de fundo sem marcador e cruzou para Fagner. Também sozinho, ele chutou de frente para o gol. A bola foi forte no canto direito e Vanderlei voou para fazer uma enorme defesa para espalmar em escanteio.

Renato lançou Isac e Victor Ferraz nos lugares de Jean Pyerre e Matheus Henrique. O Grêmio ocupou o campo adversário, sem tramar boas jogadas. Eram mais tentativas de bola cruzada. Numa delas, Diego Souza até levou perigo, quase sem querer. Ele aparou esquisito de cabeça, a bola subiu muito e caiu rente ao travessão. Cassio subiu no alto e defendeu. Apesar da desvantagem numérica, nenhuma bola passou pelo goleiro do Corinthians na noite deste domingo. 

Brasileirão - 22ª rodada

Corinthians 0

Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Fábio Santos; Gabriel (Camacho), Cantillo (Xavier), Luan (Léo Natel), Otero e Jonathan Cafu (Lucas Piton); Matheus Davó (Bruno Méndez). Técnico: Vágner Mancini.

Grêmio 0

Vanderlei; Orejuela (Churín), Geromel, Rodrigues e Cortez (Diogo Barbosa); Darlan (Pinares), Matheus Henrique (Victor Ferraz) e Jean Pyerre (Isaque); Luiz Fernando, Pepê e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: Caio Max Vieira (RN)

Cartões amarelos: Cantillo (C) e Darlan (G).

Cartões vermelhos: Marllon e Otero (C).

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP).


Correio do Povo 


Ar quente trará calor extremo nesta semana no Rio Grande do Sul


Inter leva a virada do Fluminense e perde por 2 a 1 no Beira-Rio


Ao G20, Bolsonaro defende que seu governo tem determinação de buscar desenvolvimento sustentável


PGR vai investigar campanha de desinformação contra TSE


Governo francês criará 'crime de ecocídio' para punir os danos ao meio ambiente


São Paulo e Vasco empatam em 1 a 1 no Morumbi


Martha Halfeld será a primeira brasileira a presidir Tribunal de Apelações da ONU


Atlético-MG leva virada do Ceará, mas busca empate para ser líder


Instalação artística na Redenção instiga população a refletir sobre o futuro


Republicanos aumentam pressão para Trump aceitar derrota eleitoral


China vai lançar sonda à Lua em primeira missão desde os anos 1970









Nenhum comentário:

Postar um comentário