quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Especialistas discutem alternativas para superar impacto da pandemia na economia

 Tema foi debatido no evento Tá na Mesa, da Federasul, nesta quarta-feira


A crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus, os desafios enfrentados por empresários no Brasil e no mundo, a necessidade de reinventar negócios e buscar suporte emocional foram alguns dos temas debatidos nesta quarta-feira no evento Tá na Mesa, da Federasul. Mais do que lamentar perdas por conta do impacto econômico da Covid-19, investidores e empreendedores garantem que a crise também é uma oportunidade para formação de novas lideranças capazes de transformar empresas e sobreviver à crise. 

Sob o tema "Oportunidades na pandemia: humanização e internacionalização", o encontro virtual conduzido pela presidente da Federasul, Simone Leite, reuniu a sócia fundadora da Sonata Brasil, Soraia Schutel, e o especialista em investimentos e negócios entre Brasil e mercado europeu da Brasil Atlantic Hub, Benício Filho. Com atuação junto a executivos no aspecto de inteligência emocional e equilíbrio, Soraia explica que a pandemia gerou efeitos em todas as esferas: humana, política e econômica. Ela reforça que o ser humano só evolui em momentos de crise e que é preciso entender a crise como uma oportunidade.

Liderança 

Ao destacar a importância da atuação de líderes "antifrágeis" em meio à crise, Soraia observa que eles têm papel fundamental diante de um mundo em plena transformação e complexo. Na avaliação da especialista, o processo de 'humanização' é cada vez mais necessário para líderes do futuro. "É aquele que olha para dentro, para suas vulnerabilidades, que sabe lidar com problemas", frisa. Para formação do que classifica como 'líder antifrágil', ela assinala quatro passos: equilíbrio emocional; relação com tempo; rede de apoio; e sonhos sonhados à noite (como forma de conhecimento do inconsciente). "É momento de refletir tudo na nossa vida que estávamos construindo", completa.

Ao concordar com Soraia sobre a necessidade de o empresariado - especialmente brasileiro - repensar a atuação dos negócios, Benício reforça que em momentos de dificuldades a "humanidade" cresce. Ele frisa que é importante observar as possibilidades que estão "à nossa frente", avaliar o que mudou no mundo e desenvolver capacidade criativa. "Não existe novo normal, mas o que estamos tendo de possibilidade de ver", pontua, acrescentando que é um momento de 'grande reflexão'. 

Benício frisa que o impacto da Covid-19 na economia também representa 'um mar de oportunidades'. E cita o segmento de turismo que fui duramente atingido em todo mundo. "Estamos assistindo imensa possibilidade de construção de novos negócios", salienta. Ao abordar o cenário econômico no país, Simone afirma que muitas empresas estão passando por transformações em função do impacto do novo coronavírus. Ela reforça que as eleições à presidência nos Estados Unidos e nos municípios brasileiros vão trazer consequências diversas para as economias de cada região.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário