quinta-feira, 22 de agosto de 2019

RELATÓRIO: LIDERAZGO POLÍTICO EN AMÉRICA LATINA REALIZADO PELA FUNDAÇÃO KONRAD ADENAUER, DE MONTEVIDÉU, NA GUATEMALA, NO PERÍODO ENTRE 11 E 17 DE AGOSTO.

Jefferson Figueiredo- Presidente JDEM Carioca.
1. Panorama Político 2020 – 2024 na Guatemala - José Carlos Sanabria –   (ASIES) Associação de Investigação e Estudos Sociais da Guatemala
- A Guatemala é um sistema presidencialista. Nas eleições o vencedor precisa ter mais de 50% ou haverá o segundo turno;
- Em geral, cada eleição presidencial tem em torno de 15 candidatos participantes, mas o eleitor em geral concentra os seus votos. 80% dos votos se concentraram em 3 forças políticas;
- Antes da reforma eleitoral o partido poderia comprar quanto tempo na mídia poderia pagar. O resultado é que tinham 60% dos espaços nos meios de comunicação concentrados em um candidato;
- Com a reforma mudou-se para financiamento público.  20% do tempo comprado é dividido entre todos os partidos e os demais por deputados eleitos;
- Alejandro Giammattei foi eleito pelo voto anti Sandra Torres (ex-primeira dama do país) por 58% da população. Ela era a mais conhecida, mas tinha muita rejeição. Durante a gestão do marido, participava das reuniões ministeriais e decidia políticas públicas.
2. A imigração na América Central como fenômeno econômico e social – Jahir Dabroy – Especialista em Migração - (ASIES) Associação de Investigação e Estudos Sociais da Guatemala
- 700 pessoas migram de maneira ilegal por semana da Guatemala. 94% desses migrantes vão para os EUA;
-  Obama foi o presidente que mais deportou imigrantes até a chegada de Trump;
- Na Guatemala a migração por causa da segurança é interna. Já a migração externa é em direção aos EUA;
- A deportação dos EUA só é realizada após uma entrevista do consulado. A maior parte dessas entrevistas são telefônicas e tem duração de um 1 minuto em média;
- A questão psicológica dos deportados é muito grave. Em geral vivem em famílias onde alguns já viajaram e tem que viver com a sensação de fracasso entre a comunidade e a família;
- Eles preferem ser chamados de retornados e não deportados e sofrem preconceito junto a companhia aéreas: imigrante sempre será imigrante. Vai seguir tentando;
- A maioria das pessoas que voltam para o país deportados pensam em tentar novamente.
3. Comunicação Política no século 21 - Hector Muñoz – Consultor de campanhas políticas, México
- O século 20 se encerrou com uma grande utopia, já o século 21 se iniciou com uma grande distopia;
- A política no século 21 começou no dia 11 de setembro de 2001. No pós 11 de setembro nasceu uma consciência de fragilidade no mundo e uma consciência do global;
-  No século 21 a marca ideológica já não separa os cidadãos. O que marca são as bandeiras que as pessoas defendem, como animais e meio ambiente. Não mais partido ou ideologia;
- Os políticos que tem mente do século 20, tem resultados do século 20. Os políticos que tem mente e se comunicam como o século 21, tem melhores resultados;
- Se é candidato e as pessoas não te conhecem e não conhecem sua história, as pessoas sempre vão pensar que você vai roubar. Sua história tem que ter valores que vão corroborar com suas ideias e suas propostas;
- Os valores são a pedra angular que sustentam os políticos no século 21;
- Os jovens do século 21 nasceram para ser “Glocais”. O termo se refere a ações locais com a resultados globais, como exemplo meio ambiente;
- A população procura novas soluções para antigos problemas. Isso vale para os políticos e a comunicação política;
- Inovação é uma mudança que gera valor.
4. O centro político no cenário mundial - Carlos Castillo – Diretor Editorial e de Cooperação Institucional  - Fundação Rafael Preciado Hernández, México
- Deixemos de olhar o que funcionou no século 20 porque não funciona mais hoje.
- Quando o populismo nos obriga a dizer sim ou não sobre problemas complexos, caímos na sua estratégia;
- Todos os sistemas que herdamos estão em crise. Nos últimos 10 anos, em todo ano ocorreu uma crise diferente;
- Não ganhamos quando estamos tentando lutar nos extremos porque nossos valores são democráticos;
- Como reconstruir o centro: no centro cabe a pluralidade e a diversidade, o centro foge dos extremos, não é papel do centro responder aos extremos com radicalismo, o centro cabe o diálogo, dissenso e o comum. O centro tem que ser aberto, propositivo e crítico;
- O político precisa recuperar sua humanidade, só a humanidade gera dor e é vista pela população;
- A política tem que resolver 3 problemas: pobreza, saúde e segurança;
- Os partidos tem que responder aos desafios do século 21. Tem que enfrentar os desafios da pluralidade: feminismo, jovens, pobreza e comunidade;
- Gerações dos partidos: Fundadores, Consolidadores, Empoderadores e Regeneradores. Hoje precisamos dos regeneradores;
- As gerações duram 15 anos, portanto as mudanças políticas nos países ocorrem em média a cada 15 anos;
5 – Novas Ferramentas de Comunicação Digital - Cesar Navarrete – Profissionais de Campanha e Comunicação – ProCam - México
- A comunicação política não é diferente da comunicação interpessoal;
- A comunicação é feita por todos os atores políticos: governo, partidos, instituições e pessoas;
- O primeiro é preciso definir o que precisamos comunicar, depois repetir essa mensagem em todas as manifestações políticas;
- Mensagem política é o que preciso dizer para que as pessoas votem pelo candidato. Esta deve ser a razão pela qual o eleitor vota ou deveria reconhecer como a melhor gestão;
- Quando se faz uma pesquisa de opinião, o mais importante é descobrir o que a população está pensando e não quantos pontos tem na pesquisa. Com isso é possível fazer ajustes e melhorar a posição;
- O político não pode falar de muitas coisas. Tem que ser poucas e as que importam para a população;
- É preciso falar a linguagem do seu eleitor. O programa de rádio que aborda a política no México que possui maior audiência tem seu slogan da seguinte forma: “Aqui falamos do que as pessoas falam, como as pessoas falam.”;
- As pessoas não falam dos temas dos políticos ou das votações. Falam do que impacta;
- Não estamos vendo a realidade como os eleitores. É preciso estudar e pesquisar para que estes possam ser alcançados;
- A única coisa que não se pode na comunicação política é a mentira. A verdade sempre vem aparece;
- É muito importe o que diz, porém é mais importante de como lembram de você;
- Todos os caminhos devem conduzir a mensagem principal. Para isso deve sempre repeti-la;
- Menos é mais. Fale como a população e use o storytelling. Toda a cultura, civilização foi transmitida por histórias;
- É preciso ser criativo, mas isso não pode custar o resultado da mensagem. A criatividade mata a mensagem se não for bem aproveitada;
- O mal dos políticos é a generalização. Na ansiedade de comunicar para mais, acabamos dizendo muitas vezes: Nunca, sempre, ninguém...;
- A atual geração está muito propícia a assistir vídeos;
6- Jovens líderes na América Latina e Alemanha. Intercâmbio de experiências -  Dommink Martin  - Presidente da Junge Union (Juventude da CDU) do distrito de Nordwürttemberg e vereador pelo município de Lauda Königshofen
- A Junge Union é a maior rede de jovens da Europa. Tem mais de 110 mil membros. No mundo só perde pra Juventude Comunista na China e da Juventude Russa;
- A rede da Junge Union é maior do que os verdes ou os liberais;
- Na Junge Union temos o lema 50% política / 50% recreação;
- É mais difícil ter mulheres candidatas quando não tem nenhuma mulher no grupo. As mulheres na JU querem ser eleitas por seus feitos, não por cota.
7- Liderança jovem a nível Internacional – O exemplo da União Democrata Internacional de Jovens (YIDU) e do Partido Popular Europeu - Yannink Bury – Presidente da Comissão de Relações Internacionais da Junge Union (Juventude da CDU)
- India, China e Turquia impõe seus valores e querem transformar o nosso sistema político;
- A IYDU quer incluir mais os partidos da América Latina no seu grupo;
- A Europa foi muito negligente sobre as ações da China nos últimos anos. Principalmente na África. Agora a China atua muito na economia europeia;
- Os  EUA seguem sendo o país mais importante, pelo tamanho do país e pelas instituições que ele representa;
- É preciso gerar consciência sobre o que a China faz, seus, valores e objetivos no mundo;
- Trump tenta enfraquecer as instituições internacionais para poder negociar separadamente com os países e obter mais benefícios;
- A atividade econômica alemã está diminuindo pela guerra comercial entre EUA e China;
- A União Europeia está negociando unida e focada em realizar um comércio livre onde todos tenham benefícios. O acordo Mercosul – UE é o primeiro passo nesse sentido;
- Existe na Alemanha um consórcio chinês de comunicação que ganhou uma licitação e hoje tem acesso a diversos dados do país;
- Os venezuelanos são a segunda maior nacionalidade de migrantes para Europa depois dos Sírios;
- “Se não fizermos um acordo intra blocos com o Mercosul, com qual outro bloco vamos fazer? Se não fizermos um acordo com o Mercosul, não vamos estar preparados para a nova situação geopolítica mundial.”
8 - Negociação Política – Liderança pela estratégia -  Humberto Aguilar Coronado – Ex- Senador e Deputado – Diretor da Fundação Rafael Preciado Hernández, México
- Não há nada mais valorizado pelo adversário político que a palavra. Quando se chega um acordo, tem que mantê-lo até o final. Os políticos só querem negociar com aqueles que tem palavra;
- Os extremos impossibilitam o entendimento entre os atores políticos, assim como entre governantes e governados;
- A legitimidade, a autenticidade e a legalidade são fundamentais para a política;
- A negociação é para a política o que a lógica é para a administração pública;
- A lei precisa ser entendível para todos;
- Os políticos precisam se respeitar, para que sejam respeitados. A negociação tem que ser, descente, transparente e necessária para alcançar o bem da sociedade;
- O político respeitável, é aquele que possui uma sólida formação, uma sólida criatividade e palavra. Isso vale muito mais do que o político que sai aos meios de comunicação sobre qualquer coisa;
- A negociação política só funciona na democracia. Quando se trata de um sistema autoritário, não há possível negociação;
- Se você ofendeu alguém em uma posição de poder, no futuro, esta pessoa com toda a certeza não terá a mesma consideração por você. É preciso pensar e medir as palavras, as ações e as atitudes;
- O rumo da política nunca é linear. É preciso buscar sempre alternativas para quando necessário, recuar, avançar e mudar a direção.
9- A rota do Spot de televisão - Cesar Navarrete – Profissionais de Campanha e Comunicação – ProCam - México
- Não há receitas para um bom spot, ele não é para você. É para o seu público;
- A televisão não é mais uma referência de divulgação para os jovens;
- Etapas da campanha: Posicionamento: Biografia do candidato -  Proposta: Tenho que mostrar que fiz, que sou capaz - Contraste: Mostrar o que não sou - Pedido de voto
- “Se você não consome campanha, não fará uma boa campanha. É preciso pesquisar sobre outras campanhas, inclusive de outros países;”
- “É preciso escrever. A estratégia precisa estar escrita. Sempre faça um guia;”
- O cenário tem que ser parte da narrativa. Tudo tem que ajudar  a comunicar;
- O rádio deve ser comunicado de maneira diferente. Não pode ser o mesmo modelo com a televisão;
- Tenha muito cuidado com a iluminação. Ao meio dia para gravar é péssimo. O melhor é sempre de manhã ou tarde. A melhor luz é a natural; Um áudio e um vídeo mal gravado não se recuperam;
- Um spot mal feito, em geral, custa o mesmo de um bem feito. É preciso planejar;
- O efeitos visuais não pode ser abusados. Efeitos são apenas para reforçar a imagem;
- A luta de um líder é pela confiança. A melhor maneira de chegar a isso é pela autenticidade;
- Porque personagens outsiders se transformam em pessoas que as pessoas confiam? Porque projetam autenticidade. É humano;
- O político tem que ser fotografado fazendo o que faz.  Não se pode vender o que o político não é.
- “Se é político, sua vida privada já não existe mais.”
-  Quando líderes autênticos comunicam, eles são vitoriosos. Sua vida é sua principal plataforma;
10 - Cooperação Internaciona dos Partidos Políticos – Exemplo da ODCA - Juan Carlos Latorre - Presidente da ODCA
- Realizou uma palestra abordando a estrutura da ODCA, seus congressos e publicações.
11- Conferência - Transferência de liderança política para as redes. Yannink Bury – Presidente da Comissão de Relações Internacionais da Junge Union (Juventude da CDU) e Dommink Martin  - Presidente da Junge Union (Juventude da CDU) do distrito de Nordwürttemberg e vereador pelo município de Lauda Königshofen
- Não temos nenhum município na JU que não tenha seu próprio Facebook;
- Já não fazemos mais as coisas pelo correio, só pela internet. Tudo se faz pelo Whatsapp hoje em dia;
- Já não é mais suficiente darmos nossas posições 3 dias depois do fato. Ninguém mais lê jornal como antes;
- Cada cidade e cada município tem o seu diretório que tem a obrigação de ouvir a população;
- Realizamos lives e eventos digitais onde podemos conversar com a população;
- É importante que o partido tenha representante em todas as cidades. Ele se torna um porta-voz das ideias e sempre está vendo o tema;
-  Para as pessoas hoje não é mais suficiente dizer onde está o órgão que vai resolver e esperar dois meses para tal. Hoje a população quer ter acesso direto ao político que vai realmente e rapidamente ao problema;
- Antes o prefeito era respeitado na Alemanha. Hoje tem 80 milhões de treinadores a prefeito. Todos acham que podem fazer melhor do que o mesmo;


Ex-Blog do Cesar Maia



Senado aprova MP sem trabalho aos domingos

Governo preferiu voltar atrás para garantir a votação da medida, que venceria dia 27   O Senado aprovou na noite de ontem, em votação ...
Leia mais

Trabalhador receberá R$ 30,88 de lucro do FGTS para cada R$ 1.000 que tem no fundo
Pagamento será feito até 31 de agosto e considera o saldo de dezembro passado A distribuição do lucro do FGTS ...
Leia mais

Inadimplência no comércio lojista do Rio aumenta 1,9% em julho, diz levantamento
Índice chega ao maior nível do ano, segundo Serviço de Proteção ao Crédito do CDLRio.   A Inadimplência ...
Leia mais

Latam é condenada por cancelar passagem de volta após "noshow" em voo de ida
Decisão é da juíza de Direito Jane Silva Santos Vieira, do 9º JEC de Aracaju/SE. A juíza ...
Leia mais

Varejo se engaja em 'Black Friday brasileira' do governo para aquecer vendas
Setor intensifica ações promocionais para acelerar movimento em meses fracos e em meio a retomada aquém do esperado O varejo decidiu ...
Leia mais

Dano moral reflexo é possível mesmo quando a vítima do evento danoso sobrevive
A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que é possível a reparação por dano moral reflexo (também chamado de dano ...
Leia mais

Passageiro da Gol com escala em São Paulo poderá optar por ficar no estado sem custo extra
Governo afirmou que outras dez companhias aéreas estão trabalhando para oferecer o serviço de stopover O governador João Doria ...
Leia mais

Para Terceira Turma, é válida cláusula de perda total de valores pagos proposta pelo próprio comprador
Com base nos princípios da boa-fé contratual e da vedação à adoção de comportamento contraditório pelas partes contratantes, ...
Leia mais

Governo inclui 9 estatais em programa de privatização
Também devem ser repassados à iniciativa privada parques e presídios O governo ...
Leia mais

Honorários sucumbenciais de 59 centavos
Sentença proferida pela juíza Adriana Maria dos Santos Queiróz de Oliveira, da comarca de Quirinópolis (GO), entendeu razoável estabelecer ...
Leia mais

TJ mantém pena a homem que vendia remédios falsificados para disfunção erétil no Sul
A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em matéria sob a relatoria da desembargadora Hildemar Meneguzzi de Carvalho, decidiu ...
Leia mais

Cliente que comprou carro com defeito deve receber dinheiro de volta e R$ 10 mil de indenização
A 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) manteve decisão que condenou as empresas Ford Motor Company Brasil e Novo Norte ...
Leia mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário