AdsTerra

banner

sexta-feira, 15 de março de 2024

RS terá sequência de dias de chuva excessiva, com risco de inundações, alerta MetSul

 Período de instabilidade começa nesta sexta-feira e poderá durar até a próxima quinta-feira

Alagamentos em Porto Alegre 

Após dias de forte calor, a MetSul Meteorologia adverte que entre esta sexta-feira e a próxima quinta-feira, as condições serão muito favoráveis a episódios de temporais em pontos isolados no Sul do Brasil, principalmente no Rio Grande do Sul. O cenário é de alerta e há a possibilidade de haver chuvas excessivas e localmente extremas, ocasionando em inundações no Estado.

As mais fortes áreas de instabilidade, na maioria dos dias, vão se formar da tarde para a noite. Uma vez que a instabilidade vai se dar sob uma massa de ar muito quente e instável, sob um padrão de bloqueio atmosférico, nuvens muito carregadas devem se formar sobre o Rio Grande do Sul diariamente no final desta semana e na primeira metade da próxima, provocando episódios de chuva com muito altos volumes e ainda temporais localizados com rajadas de vento forte e queda de granizo de variado tamanho.

Não é possível prever velocidade de vento exatas nas formações isoladas e passageiras de tempo severo, mas neste tipo de situação meteorológica podem ocorrer temporais com rajadas de vento de 70 km/h a 90 km/h, não se afastando fenômenos mais severos muito isolados.

É fundamental destacar que os prováveis temporais serão isolados, embora em várias regiões, o que significa que nem todas as cidades terão tempestade. Da mesma forma, apesar da possibilidade de temporais em Porto Alegre, é importante esclarecer, conforme a MetSul, que tempestade severa como a do dia 16 de janeiro de janeiro na capital gaúcha não é comum e não ocorre a toda hora, sendo que a esmagadora maioria dos temporais em Porto Alegre apresentam menor ou muito menor severidade.

Risco de chuva excessiva a localmente extrema

A sequência de dias de forte instabilidade, com precipitações localmente até intensas, fará com que os volumes de chuva no Rio Grande do Sul nos próximos cinco a sete dias sejam muito altos, atingindo marcas 100% a 200% da média histórica do mês de março inteiro em algumas localidades.

Um dos principais riscos nesta sequência de dias de forte instabilidade, maior que o de temporais de vento, será a ocorrência de chuva com volumes muitos altos, de 50 mm a 100 mm, em curto intervalo, com potencial de causar alagamentos, inundações repentinas e transbordamento de arroios ou córregos.

Embora o período de grande instabilidade que prevê dure dos dias 15 a 21 de março no Sul do Brasil, não significa que haverá chuva e temporais o tempo inteiro. No período, vão ocorrer momentos de melhoria temporária com aberturas de sol em diversas cidades, tempo quente e forte abafamento. A sensação de abafamento, aliás, será por demais acentuada com a maior umidade.

Grande número de raios deve ser esperado

Como a instabilidade sob ar muito quente e úmido costuma provocar elevado número de descargas atmosféricas, a MetSul alerta para um número muito alto de raios no Rio Grande do Sul nos próximos dias. Além disso, com a atmosfera aquecida, é comum a ocorrência de grande número de raios nuvem-solo que impactam a rede de energia.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário