AdsTerra

banner

domingo, 10 de março de 2024

Petrobras confirma visita à Venezuela; nenhum acordo foi assinado

 Foram visitados ativos de produção e refino em Maracaibo, importante região produtora de petróleo no país

Uma fonte da estatal definiu a viagem à Venezuela como 'técnica' e 'corriqueira' 

A Petrobras confirmou à reportagem a visita de uma comitiva à Venezuela essa semana para avaliação de possíveis oportunidades de negócio. Nenhum acordo foi assinado durante a missão. A equipe da Petrobras que viajou à Venezuela foi integrada por executivos e técnicos da área de Exploração e Produção (E&P) em terra e águas rasas, e também da área de refino. Foram visitados ativos de produção e refino em Maracaibo, importante região produtora de petróleo no país. Não foi esclarecido se a viagem aconteceu a convite do governo venezuelano, mas a Petrobras informou ter arcado com todas as despesas envolvidas.

Uma fonte da estatal definiu a viagem à Venezuela como 'técnica' e 'corriqueira', e destacou que nenhum acordo ou compromisso foi assinado, ao contrário do que aconteceu em recentes missões à China e ao Oriente Médio, por exemplo.

Segundo a fonte, foi mais uma das visitas para avaliação de ativos que a estatal faz no Brasil e no exterior em função da sua necessidade de ampliação de portfólio. Especificamente no caso da Venezuela, disse, qualquer possibilidade futura só vai avançar em caso de continuidade do abrandamento das sanções impostas ao país pelos Estados Unidos.

Recentemente, o ministro do Petróleo da Venezuela, Pedro Tellechea, relatou visitas análogas ao país de funcionários da Sonatrach da Argélia, da YPFB da Bolívia e da Petroleos Mexicanos. O governo Maduro aposta que o governo americano, de Joe Biden, não vai ampliar penalidades à Venezuela a fim de evitar maiores restrições na produção global de petróleo que elevem os preços globais do barril e da gasolina nos EUA.

Estadão Conteúdo e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário