AdsTerra

banner

domingo, 17 de março de 2024

Islândia declara emergência e evacua cidade por nova erupção vulcânica

 Localidade de Grindavik tem 4 mil habitantes

Fissura vulcânica tem mais de 2 quilômetros 

A polícia da Islândia declarou estado de emergência na noite deste sábado, quando uma nova fissura vulcânica na península de Reykjanes começou a expelir lava. É a quarta erupção desde dezembro.

A erupção foi relatada pelo Escritório Meteorológico Islandês (OMI), que transmitiu imagens ao vivo do fluxo brilhante de magma e da fumaça do vulcão. O Departamento de Proteção Civil e Gestão de Emergências anunciou o envio de um helicóptero para determinar a localização da nova fissura.

Segundo o OMI, a fissura ocorreu perto do mesmo ponto de uma erupção anterior, em 8 de fevereiro. A lava pareceu fluir para o sul, onde diques foram instalados para proteger a vila de pescadores de Grindavik.

O magma também fluía para o oeste, como em 8 de fevereiro, e o tamanho da fissura foi estimado em 2,9 quilômetros, indicou o OMI. A agência disse na sexta-feira que havia um acúmulo de magma no solo "que poderia levar a uma nova irrupção de magma e possivelmente uma erupção”, que poderia ocorrer “com muito pouco aviso”.

A imprensa local relatou que o famoso spa geotérmico Blue Lagoon foi evacuado, assim como a vila de Grindavik. Os cerca de 4 mil habitantes de Grindavik haviam sido removidos devido à erupção vulcânica de 11 de novembro e só puderam retornar às suas casas em 19 de fevereiro. As erupções na península de Reykjanes despertaram preocupações quanto à usina de energia de Svartsengi, que fornece eletricidade e água para cerca de 30 mil pessoas na região.

A usina foi evacuada e tem sido operada remotamente desde as primeiras erupções na área.A Islândia possui cerca de 33 sistemas vulcânicos ativos, o maior número na Europa.

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário