AdsTerra

banner

terça-feira, 5 de março de 2024

Deputada Bruna Rodrigues é absolvida de processo contra ex-vereador de Porto Alegre

 O 1º Juizado Especial Criminal do Foro Central de Porto Alegre havia condenado a deputada por um empurrão em Alexandre Bobadra (PL), vereador cassado, em 2021


Durante uma tumultuada sessão da Câmara de Porto Alegre em 2021, uma briga entre a atual deputada estadual Bruna Rodrigues (PCdoB) e o vereador cassado Alexandre Bobadra (PL), então colegas no Legislativo, resultou na condenação de Bruna pelo 1º Juizado Especial Criminal do Foro Central da Capital por um empurrão em Bobadra, em setembro de 2023. Quase três anos após o conflito, a deputada foi absolvida por unanimidade.

Na época, a sessão debatia a possibilidade do passaporte vacinal por conta do coronavírus, no dia 20 de outubro, quando, conforme a Justiça, a parlamentar empurrou o colega, não havendo lesões corporais, junto ao microfone de apartes. Em março de 2022, o vereador foi indiciado por violência de gênero por fato ocorrido em 2021, quando em uma reunião de líderes teria impedido a então vereadora de falar e dito que a parlamentar tinha “tesão nele.”

"Após três anos de enfrentamento de um processo como ré em um processo criminal - posição comumente ocupada por pessoas negras no sistema de justiça criminal -, obtivemos finalmente o reconhecimento da Justiça de que Bruna, uma parlamentar exemplar, não cometeu crime algum, obtendo a absolvição”, argumentou a advogada da deputada, Eduarda Garcia.

A decisão de absolver Bruna foi tomada pela 3ª Relatoria da Turma Recursal Criminal do Tribunal de Justiça do RS. A turma decidiu dar provimento ao recurso da defesa da deputada que comprovou nos autos que não houve “vias de fato” contra o seu ex-colega.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário