AdsTerra

banner

quinta-feira, 14 de março de 2024

2024 DIA 73 - 14.03.24

 

A maioria das pessoas não quer liberdade. A maioria das pessoas não quer correr riscos. A maioria das pessoas não quer assumir responsabilidades. A maioria das pessoas não quer ser independente. A maioria das pessoas não confia nelas próprias, nem para decidir sobre suas vidas. A maioria das pessoas carece de autoestima, de ambição, de um propósito de vida.


O que elas querem é conforto, nem que para isso, elas precisem se evadir da realidade, se abster de fazer julgamentos sobre fatos, sobre pessoas, inclusive sobre elas mesmas. Para elas, ser moral, ter virtudes, decidir agir pelo que é verdadeiro e pelo que é certo, é uma imoralidade. Elas querem viver e morrer sem desafios. Ser medíocre, ser abnegado, ser de segunda mão, já lhes traz felicidade, porque ficam torcendo para que a vida acabe antes mesmo de se encontrarem com a morte.


Nenhuma sociedade mudou de baixo para cima. Os obedientes nunca fizeram parte da história, ainda que fossem espectadores engajados. As mudanças, em toda e qualquer atividade, vêm de cima para baixo, ou de um ponto central que move o resto, como uma pedra jogada no meio de um lago. Tudo começa com um idealizador, depois dois, depois três, até que meia dúzia de obstinados arregaçam as manfas e levam o resto de arrasto.


Assim foi na história da humanidade e assim será. Os que negam a importância de um salvador da pátria, que também pode ser um carrasco, se evadem. Da mesma forma que se evadem os que acham que paz é causa primária e não uma provável consequência de revoluções necessárias, de produzir no inimigo medo suficiente para evitar iniciar o uso da força.


Paz pode ser obtida por omissão, desistência, é a paz dos que colocam o conforto acima das suas convicções. A paz verdadeira é a paz com a própria consciência. É aquela que o herói ensanguentado pelo tiro levado um minuto antes, pensa ofegante, eles podem até vencer, mas eu lutei como um homem que deseja a liberdade, a independência e o orgulho de ter vivido defendendo princípios, valores e ideais.

Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário