AdsTerra

banner

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2024

Veranista pede reinstalação de numeração em guarita na praia de Imbé

 Espaços foram concedidos à exploração comercial, e publicidade encobre a identificação

Guaritas com propagandas em Imbé impedem veranistas de ver sua identificação 

A praia de Imbé, no litoral Norte, atrai milhares de veranistas todos os anos, número que aumenta a cada temporada. Entre os meses de dezembro e março, além dos 26,8 mil residentes fixos, conforme dados do IBGE, a cidade abriga aproximadamente 130 mil pessoas. Natural, portanto, que demandas de infraestrutura sejam notadas neste período, e uma delas é a identificação das guaritas dos guarda-vidas, localizadas à beira-mar.

A comerciária Janaína Silva Rosa, 32, anos, neste ano decidiu passar férias em Imbé. A casa onde repousa com a família fica próxima da guarita número 130, na área central do município. “Notei que a guarita dos guarda-vidas não está numerada. É a primeira vez que alugo por aqui, e penso que é importante existirem números visíveis, pois uma pessoa idosa, por exemplo, fica sem referência do local em que está, podendo até mesmo ficar perdida”, acredita Janaína.

O posto de observação referido pela veranista até possui identificação, contudo, a instalação de placas de publicidade nas laterais e na parte traseira das estruturas impede a visualização. Há também um pequeno número que pode ser visível por quem está no mar, mas que muita vezes acaba encoberto pelos próprios guarda-vidas enquanto realizam seus trabalhos.

O que diz a prefeitura de Imbé

Conforme o comando da Operação Verão, as guaritas são de responsabilidade dos municípios, que além da manutenção, efetuam a substituição quando são danificadas pela maré alta ou pelo vento. Já a prefeitura de Imbé informou que o município realizou um chamamento público para exploração publicitária das guaritas entre o balneário Morada do Sol e o Centro, e em contrapartida, as empresas vencedoras ficaram encarregadas da reforma das estruturas.

Por meio da assessoria de comunicação, o município informou que fará um “pente-fino” nas 28 guaritas existentes. Sobre a dificuldade com a numeração na guarita 130, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, responsável, pela concessão, afirmou que desconhecia o problema e que a empresa que detém o direito da exploração publicitária será notificada para efetuar a correção necessária.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário