sexta-feira, 8 de julho de 2022

TCE-RS suspende venda de ações da Corsan

 Governo estadual tem até cinco dias para se manifestar



O Governo do Estado do Rio Grande do Sul tem cinco dias para suspender a oferta pública de ações da Companhia Rio Grandense de Saneamento (Corsan). A decisão é do Tribunal de Contas do Estado (TCE), dirigida ao governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) e ao presidente da Estatal, Roberto Correa Barbuti, e foi publicada no Diário Eletrônico do órgão nesta quinta-feira. 

O TCE acolheu o posicionamento do Ministério Público de Contas e do Corpo Técnico do órgão e determinou que o processo de privatização da estatal não avance “sem a promoção de fundamentadas correções na modelagem econômico financeira adotada para a desestatização da Entidade”. O Projeto de Lei 211/2021, que autoriza a privatização da Corsan foi aprovado pela Assembleia Legislativa em 31 de agosto do ano passado.

A Corsan publicou fato relevante, no início da noite desta quinta-feira, informando a decisão do TCE e afirma que "a Companhia e seu acionista controlador, Estado do RS, estudam as medidas cabíveis e manterão o mercado e a sociedade em geral informados de eventuais repercussões". O documento é assinado pelo Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Corsan, Douglas Ronan Casagrande da Silva.

Correio do Povo


Torcedor do Brasil de Pelotas está apto a depor, diz advogado

Nenhum comentário:

Postar um comentário