sábado, 25 de junho de 2022

Wassef nega interferência de Bolsonaro na PF e pede investigação por conteúdos vazados

 STF foi acionado para apurar suposta interferência em caso de ex-ministro; advogado acusa juiz de vazar materiais de propósito



O advogado do presidente Jair Bolsonaro Frederick Wassef disse nesta sexta-feira que o chefe do Executivo não tentou interferir na Polícia Federal no caso envolvendo a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, suspeito de ter cometido corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

"O presidente Bolsonaro não interfere na Polícia Federal, jamais interferiu na Polícia Federal ou em qualquer outra instituição de seu governo. Isso simplesmente é mentira, é uma fake news, isso não existe", afirmou Wassef, em entrevista à Record TV.

As suspeitas de interferência na PF foram apresentadas pelo procurador Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, do Ministério Público Federal (MPF), que pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito contra Bolsonaro. Segundo o procurador, o presidente teria antecipado a Ribeiro que ele seria alvo de uma operação da Polícia Federal. Em ligação para a filha, o ex-ministro revelou ter sido alertado pelo presidente. "Ele está com um pressentimento, novamente, que eles podem querer atingi-lo através de mim", disse Ribeiro.

Wassef comentou que é natural que Bolsonaro converse com ex-ministros, mas garantiu que o presidente tem sido alvo de uma imputação "irresponsável, infundada e criminosa". "Qualquer membro da família Bolsonaro, ou no entorno da família presidencial, pode sim ter o pressentimento de um injusto ataque ou uso indevido de criminosos da máquina pública. Ainda que tenha sido dita tal frase, o que não é verdade, isso não quer dizer nada. Não há interferência", ponderou o advogado.

Segundo Wassef, o nome de Bolsonaro tem sido usado indevidamente no caso. "Se por ventura alguém estiver usando o nome do presidente de forma indevida, sem seu conhecimento e autorização, isso não pode ser deturpado, distorcido, tirado de contexto para tentarem responsabilizar o presidente da República."

Wassef ainda reclamou que trechos do inquérito da Polícia Federal e de decisões da Justiça Federal contra Ribeiro tenham vazado, visto que o caso tramita sob sigilo de justiça, e cobrou a abertura de uma investigação pela divulgação dos materiais.

"Estão vazando propositalmente um material que tramita em segredo de justiça. Isso tramita entre Judiciário federal e Ministério Público Federal. Quem está vazando isso? Tem de ser aberta investigação para apurar esta ação criminosa e irresponsável visando atingir a imagem do presidente da República. Autoridades que deveriam ser os fiscais da lei e zelar por esse sigilo estão propositalmente vazando para criar esse tsunami midiático", reclamou.

R7 e Correio do Povo



sábado, 25 de junho de 2022

Inter goleia Coritiba no Beira-Rio e volta ao G4 do Brasileirão

 Após vitória com autoridade, Colorado é terceiro colocado, com 24 pontos e segue na caça aos líderes da competição



A noite chuvosa de sexta-feira em Porto Alegre foi de alegria e sorriso largo para o torcedor do Inter. Com grande atuação, o Colorado venceu o Coritiba por 3 a 0 no estádio Beira-Rio e entrou no G4 do Brasileirão. Agora, são 24 pontos somados e a terceira colocação. A posição é ameaçada por Athletico-PR e Atlético-MG, que podem ultrapassar a equipe até o final da 14ª rodada. 

Se a torcida precisava de uma resposta após a primeira derrota, o time de Mano Menezes correspondeu nesta noite, apesar dos desfalques dos meias Wanderson e Alan Patrick. Os substitutos Pedro Henrique e Taison deram conta do recado, além da boa presença de Alemão no ataque. Depois de driblar quatro marcadores, Pedro Henrique deu para Taison o primeiro gol aos 19 minutos. Aos 41, o meia Edenilson ampliou com "ajeitadinha" de Alemão. Na segunda etapa, foi o atacante que deu números finais ao jogo aos 9 minutos em chute colocado. 

Apesar da luta pela ponta na Série A, o Inter muda o seu foco na próxima semana. Na terça-feira, a equipe encara o Colo-Colo, às 21h30min, no Chile, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. 

Amplo domínio 

Mesmo com os desfalques dos meias Alan Patrick e Wanderson, destaques do time no Brasileirão, o Inter controlou o Coritiba ao longo de toda a primeira etapa. A equipe de Mano sofreu um único susto e foi logo no primeiro minuto. Em rápido ataque, o ponta Alef Manga rolou para o centro da área e o centroavante Léo Gamalho chegou chutando de chapa para grande intervenção do goleiro Daniel. A bola ainda bateu na trave. 

Depois de alguns minutos instáveis, o Colorado foi tomando conta do jogo e construiu a vantagem com naturalidade. Aos 5, o ponta Pedro Henrique fez linda jogada individual e rolou para o atacante Alemão livre na área. Ele finalizou em cima do goleiro e perdeu a chance. Aos 19, novamente com Pedro Henrique entrando a dribles dentro da área, o gol nasceu. Depois de passar por quatro marcadores, ele ajeitou para o centro e Taison só empurrou para o fundo das redes. Golaço. O camisa 7 foi vaiado no anúncio da escalação e deu um passo grande para reconstruir sua relação com os torcedores. 

Aos 30 minutos, uma má notícia. O lateral-direito Bustos sentiu e precisou ser substituído por Heitor. O Coritiba até tinha a posse de bola. No entanto, faltava inspiração e qualidade no ataque. Aos 34, o zagueiro Moledo foi competente. O atacante Igor Paixão driblou a marcação e cruzou. Não fosse o zagueiro afastar, Leo Gamalho poderia marcar. A vantagem maior no marcador veio aos 42 minutos. O meia De Pena encontrou Alemão no centro da área, que protegeu e errou o domínio. Na sobra, Edenilson chegou batendo de chapa e colocou o 2 a 0 no placar. 

Sem sustos 

O Inter voltou sem trocas para o segundo tempo. O Coritiba ficou afoito e nervoso. Além disso, violento em alguns lances. Aos 3 minutos, o lateral Matheus Alexandre deu uma tesoura em cima de Taison no centro do gramado. A torcida protestou pelo vermelho, mas o árbitro ficou no cartão amarelo. 

O Colorado seguia senhor do jogo e sobrava em campo. O terceiro gol veio aos 9 minutos, com Alemão. A zaga se atrapalhou na entrada da área e ele pegou a sobra, driblou a marcação e bateu de chapa sem chances para o goleiro Rafael William. Mesmo que nitidamente tenha recuado pelo resultado, o Inter chegava com naturalidade no ataque. Aos 25 minutos, Moledo obrigou o goleiro a se esticar todo para evitar o quarto gol em toque de cabeça. 

Mano aproveitou a tranquilidade do jogo para promover trocas. Johnny, Mauricio, Kaique Rocha e Caio Vidal entraram nas vagas de Taison, De Pena, Moledo e Pedro Henrique. O camisa 7 recebeu os aplausos da arquibancada. A torcida também festejou o firme retorno de Moledo na defesa. Sem oferecer resistência, o Coxa era envolvido pelo toque de bola colorado e torcia para o tempo passar. Quem também aproveitou para recuperar o crédito foi o goleiro Daniel. Aos 41 minutos, o atacante José Hugo saiu cara a cara com o arqueiro colorado que fez enorme defesa e garantiu a goleada sem gols sofridos no Beira-Rio. 

Campeonato Brasileiro - 14ª rodada

Inter 3 

Daniel; Fabricio Bustos (Heitor), Vitão, Rodrigo Moledo (Kaique Rocha) e Thauan Lara; Gabriel, Edenilson, Carlos de Pena (Johnny) e Taison (Mauricio); Pedro Henrique (Caio Vidal) e Alemão. Técnico: Mano Menezes.

Coritiba 0

Rafael William; Matheus Alexandre, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro (Egídio); Willian Farias e Matías Galarza (Val); Alef Manga (Fabricio Daniel), Thonny Anderson (José Hugo) e Igor Paixão (Neilton); Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo.

Gols: Taison (19min / 1°T) Edenilson (41min/1°T) Alemão (09min/2T°)
Cartões amarelos: Guilherme Biro, Igor Paixão, Thonny Anderson e Matheus Alexandre (Coritiba) Thaun Lara (Inter)
Arbitragem: Jeferson Ferreira de Moraes (GO - CBF)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Tiago Gomes da Silva (GO - CBF)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG - CBF)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 24/06, sexta-feira, às 21h30min
Público: 13.454 torcedores. 

Correio do Povo


Dólar sobe para R$ 5,25 e tem quarta semana seguida de alta


Sábado será de nebulosidade e pancadas de chuva no Rio Grande do Sul


Mano festeja goleada e estrutura de time do Inter: "Nossa maneira de jogar está clara"

Taison se diz "machucado", mas projeta reconstruir relação com a torcida do Inter


Incêndio teria começado próximo dos únicos pontos de saída do centro, diz delegada de Carazinho


Corrida ao Palácio Piratini: definições e reviravolta no horizonte


Comitê aprova Caio Paes de Andrade para presidência da Petrobras


Vários estados dos EUA proíbem aborto após decisão da Suprema Corte


Mendonça dá até 1º de julho para que Petrobras explique reajustes


"Ele estava sabendo", diz esposa de Milton Ribeiro no dia da prisão; ouça


Biden afirma que Suprema Corte cometeu "erro trágico" ao anular direito ao aborto


Aneel mantém bandeira verde em julho e conta de luz segue sem taxa adicional


Wassef nega interferência de Bolsonaro na PF e pede investigação por conteúdos vazados


Tragédias semelhantes ao incêndio de Carazinho já ocorreram no Rio Grande do Sul


Ribeiro diz ter recebido ligação de Bolsonaro: "Ele acha que vão fazer busca e apreensão"


Bruno Pereira é velado em Pernambuco em meio a homenagem de indígenas


Torcida empurra o Vasco para a vitória sobre o Operário por 3 a 0


Seleção feminina perde para Dinamarca em primeiro amistoso na Europa


Nenhum comentário:

Postar um comentário