domingo, 26 de junho de 2022

Prefeitura e governo federal avaliam reconstrução de Centro de Tratamento em Carazinho (RS)

 Local foi alvo de incêndio que matou 11 pessoas na cidade



A Prefeitura de Carazinho e o governo federal estão empenhados em auxiliar em uma eventual reconstrução do Centro de Tratamento e Apoio a Dependentes Químicos de Carazinho (Cetrat), destruído por um incêndio que deixou 11 mortos, entre eles dez pacientes e um monitor, na noite da última quinta-feira. A declaração foi dada neste sábado pelo secretário Geral de Governo do município, Tenente Costa, após uma reunião entre diversos representantes do poder público na sede da Administração, e à qual ele participou.

Na sexta-feira, um dia após o incêndio, o prefeito Milton Schmitz havia dito que a reativação do local não era uma possibilidade para o momento, mas agora o fechamento poderá ser revertido. “Estamos à disposição para auxiliar no que for necessário”, afirmou Costa, quando questionado se poderá haver uma mobilização da comunidade, Administração e empresários, a fim de reerguer a instituição filantrópica.

Também participaram da reunião Quirino Cordeiro Júnior, secretário geral da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), do Ministério da Cidadania, César Salles, diretor da Defesa Civil de Carazinho, delegado Jader Ribeiro Duarte, titular da 28ª Delegacia de Polícia Regional do Interior (28ª DPRI), sargento Castro, do Corpo de Bombeiros carazinhense, major Juliano Moura, comandante do 38º Batalhão de Polícia Militar (38º BPM) e Juara Oliveira, assistente social do CRAS Ouro Preto.

“Estamos aqui para oferecer as condolências do governo federal para toda a população, além de buscar novamente entender o que aconteceu, para que esta entidade possa se reorganizar, e voltar a ajudar as pessoas com dependência química de Carazinho e região”, afirmou Quirino. De acordo com ele, Brasília financiava 20 vagas de acolhimento no Cetrat, por meio de um convênio assinado desde 2018. “Os resultados desta reunião foram bastante bons, e agora estamos verificando e levantando dados, fazendo diagnósticos para podermos ajudar o município”.

Correio do Povo


Domingo será dia de muita nebulosidade no Rio Grande do Sul


Em ofício a desembargador, juiz diz que, solto, Milton Ribeiro pode interferir nas investigações


Sob pressão, PSB reforça nome de Beto Albuquerque ao Piratini


Presidente do STJ autoriza retomada de processo do TCU contra Dallagnol


Corpo de mulher desaparecida em Passo Fundo é encontrado queimado em Gentil


Irã e UE concordam em retomar negociações nucleares em breve


MPF diz que apura dez denúncias recebidas da Univaja sobre crimes no Vale do Javari


Segurança morre em troca de tiros com ladrões em shopping no Rio


Prefeitura de Porto Alegre abre concurso público com 32 vagas para Guarda Municipal


Se Brasil for para a esquerda, vai acabar como a Colômbia, diz Bolsonaro


Biden assina lei que regulamenta armas de fogo nos Estados Unidos


Capotagem deixa dois mortos e duas crianças feridas no Norte do RS



Rússia toma cidade ucraniana de Severodonetsk e reforça aliança com Belarus


Gabigol perde pênalti, mas Flamengo goleia o América-MG e alivia a pressão


Macron confirma Elisabeth Borne como primeira-ministra da França


Time misto do Athletico-PR vence Red Bull Bragantino por 4 a 2 e segue no G4



Rússia equipará Belarus com mísseis de capacidade nuclear



Caxias e Aimoré vencem na Série D e se consolidam no G4


Varíola do macaco não é uma emergência de saúde no momento, diz OMS



Nenhum comentário:

Postar um comentário