terça-feira, 7 de junho de 2022

Para tentar frear a alta dos combustíveis, governo propõe que estados zerem ICMS sobre diesel e gás

 Segundo Bolsonaro, Executivo federal vai compensar estados por renúncia fiscal; governo vai zerar impostos federais sobre gasolina



presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira uma lista de medidas para tentar conter a alta dos preços dos combustíveis. Entre as estratégias, o governo federal se compromete a compensar os estados pela perda de arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) desde que os governadores zerem as alíquotas do tributo nas operações envolvendo diesel e gás de cozinha.

O presidente informou, ainda, que o governo deve deixar de cobrar três impostos federais sobre a gasolina: Cide-combustíveis, PIS/Pasep e Cofins. Atualmente, esses tributos correspondem a R$ 0,69 do preço final da gasolina cobrado nas bombas dos postos de combustíveis.

Para que isso aconteça, no entanto, ele pediu que os estados concordem com a aprovação de um projeto de lei em tramitação no Congresso que cria um teto para a cobrança do ICMS sobre a gasolina. A proposta determina que combustíveis, energia elétrica, comunicações, gás natural e transporte coletivo passem a ser considerados como bens essenciais. Dessa forma, a alíquota de ICMS cobrada nas operações que envolvem esses itens não pode ser a superior à que incide sobre as mercadorias em geral, que varia entre 17% e 18%.

As medidas foram apresentadas em uma coletiva no Palácio do Planalto e devem constar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que o governo federal vai enviar ao Congresso Nacional. De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o valor do socorro aos estados pela renúncia com ICMS ficará entre R$ 25 bilhões e R$ 50 bilhões. Segundo ele, a ajuda vai durar até 31 de dezembro deste ano.

R7 e Correio do Povo


Dólar aproxima-se de R$ 4,80, apesar de bom humor externo


RS terá mais um dia nublado e úmido nesta terça-feira


PF apura desaparecimento de indigenista e jornalista na Amazônia


Aras e Anderson Torres discutem desaparecimento de jornalista e servidor da Funai



Itamaraty busca paradeiro de brasileiro que teria morrido em combate na Ucrânia


André Mendonça pede vista e interrompe julgamento que devolveu mandato a Francischini


Chefe mata funcionário por divergência sobre horário de café em São Leopoldo


TRE-RS leva ao TSE ideia do termo de cooperação com partidos contra desinformação


Audiência pública apresenta proposta de revitalização do Cais Mauá


Bolsonaro diz que presidente do TSE trabalha para eleger Lula


Apesar de recuo, corte no orçamento do MEC ainda preocupa comunidade acadêmica


Vieira da Cunha lança pré-candidatura ao governo do RS nesta quarta



Edson Brum deixa a Secretaria de Desenvolvimento do RS


Goiás vence o Botafogo de virada pelo Brasileirão


Boris Johnson permanece no cargo mas fica enfraquecido após voto de desconfiança


Operário faz 3 a 0 no Guarani e ultrapassa o Grêmio na Série B



Mulher de Daniel Silveira diz que teve contas bancárias bloqueadas por Alexandre de Moraes


Croácia e França empatam em 1 a 1 na 2ª rodada da Liga das Nações


Tropas lutam em Severodonetsk, cidade-chave da resistência ucraniana


TJ-RJ derruba liminares que suspenderam assembleia de Furnas


Nova York proíbe venda de armas semiautomáticas para menores de 21 anos




Nenhum comentário:

Postar um comentário