sexta-feira, 24 de junho de 2022

Linguagem neutra em escola é militância. Não é inclusão - Fernanda Barth

 É um dialeto de uma minoria. Defendemos que os professores utilizem o português formal, que ensinem o português correto, dentro da sala de aula.

Acredite se quiser, já recebemos denúncias de professores que estavam pedindo trabalhos em linguagem neutra, fazendo chamada assim!
Os pais não aguentam mais essa desinformação vindo de quem deveria educar.
E enquanto vemos o mundo todo investindo em educação de qualidade, investindo em ciência, no que realmente importa, o Brasil anda na contramão tentando priorizar um dialeto que só prejudica a inclusão...





Fonte: https://www.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid035vSYm5yn44AudFeyzgLegcxDvcAiPkdhXya6M1NA3mTPSmLwDsTvbetDt6NuXgTtl&id=100044344483946&m_entstream_source=feed_mobile

Nenhum comentário:

Postar um comentário