terça-feira, 7 de junho de 2022

Audiência pública apresenta proposta de revitalização do Cais Mauá

 Investimento deve ser em torno de R$ 366 milhões

O Estudo de Viabilidade Urbanística do projeto de revitalização do Cais Mauá foi apresentado em audiência pública nesta segunda-feira. A reunião, que ocorreu em formato virtual, foi conduzida pelo secretário Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (Smamus), Germano Bremm, e reuniu todas as searas envolvidas no projeto, inclusive do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O estudo de viabilidade urbanística de revitalização do Cais Mauá enviado pelo governo estadual deve ser avaliado pela seara municipal, que analisará se o escopo atende  às exigências das legislações municipais  e de licenciamento ambiental. O projeto deve ser viabilizado em contrato de parceria público privada (PPP) pelo valor de R$ 366 milhões para os próximos 30 anos e mais R$ 19,53 milhões de manutenção por ano. 

O Estudo de Viabilidade Urbanística do projeto de revitalização do Cais Mauá foi apresentado em audiência pública nesta segunda-feira. A reunião, que ocorreu em formato virtual, foi conduzida pelo secretário Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (Smamus), Germano Bremm, e reuniu todas as searas envolvidas no projeto, inclusive do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O estudo de viabilidade urbanística de revitalização do Cais Mauá enviado pelo governo estadual deve ser avaliado pela seara municipal, que analisará se o escopo atende  às exigências das legislações municipais  e de licenciamento ambiental. O projeto deve ser viabilizado em contrato de parceria público privada (PPP) pelo valor de R$ 366 milhões para os próximos 30 anos e mais R$ 19,53 milhões de manutenção por ano.

Breem disse que a prefeitura não tem recursos suficientes para executar uma obra desse porte e por isso destacou a necessidade de atrair a iniciativa privada para investir no  que considera como o “maior projeto de transformação urbana de Porto Alegre”, que deve ser um gerador de renda.  “Será uma virada de chave para a Capital”, ressaltou.

O prefeito Sebastião Melo endossou as palavras do secretário e acrescentou que essa área portuária deixou de ter atividade em 2004. “A prefeitura dará todo suporte para esse projeto da vida real”, salientou.

Durante o evento, que durou em média 3 horas, os representantes da Dal Pian Arquitetura, mostraram o projeto de revitalização, que congrega oito empresas, e deve transformar o espaço em um local residencial e comercial. “Essa será a contrapartida dos investidores, a venda de unidades de moradia, por exemplo", mencionou Bremm.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário