segunda-feira, 25 de abril de 2022

Rio Grande do Sul viverá semana de temporais com risco de tempestades

 MetSul alerta para sequência de dias com temporais e alto risco de tempestades severas e com danos no Estado



Os dias de sol e clima ameno no Rio Grande do Sul devem acabar momentaneamente na próxima semana. De acordo com a MetSul, os próximos dias no Estado serão marcados por temporais com risco de tempestades em diversas localidades. A expectativa é que uma "onda de tempestades" atinja as regiões centrais da Argentina, do Uruguai e também do território gaúcho. 

Conforme a MetSul, entre segunda e quinta-feira, as condições atmosféricas estarão extremamente favoráveis à ocorrência de fortes a intensos temporais isolados com potencial elevado para causar estragos por granizo e vendavais. Em um primeiro momento, a "onda" irá atingir os países vizinhos com a formação de intensas áreas de instabilidade e chuva localmente forte já na noite deste domingo.

Já na segunda-feira, a chuva avança para o Rio Grande do Sul e atingirá o Oeste e o Sul gaúcho no final do dia. O potencial de temporais isolados é considerado forte para a região. No restante do Estado, a segunda deverá ser de sol, mas com o aumento exponencial de nuvens.  A partir da terça-feira, a instabilidade passa a ser generalizada por todo o RS e há risco de temporais isolados. Na quarta, o alerta leva em conta uma corrente de jato que ganhará força e trará ar quente com bastante vento. A temperatura prevista para este dia é de mais de 35°C. Após a chuva e os temporais, ela deve se instabilizar. 

No último dia do alerta, quinta-feira, a instabilidade deverá afetar grande parte do Rio Grande do Sul. No entanto, com temperaturas menores que as do dia anterior. As condições seguem propícias a temporais isolados de vento forte e granizo. 

De acordo com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), os totais esperados de chuva para o período deverão oscilar entre 60 e 80 mm em todo o Estado. Na Fronteira Oeste, Campanha e na Região Central, os valores previstos deverão superar 100 mm na maioria dos municípios, podendo alcançar 125 mm em algumas localidades.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário