segunda-feira, 25 de abril de 2022

Biden diz que irá cooperar com Macron para "defender a democracia"

 Presidente dos Estados Unidos ainda se referiu à França como um parceiro-chave diante dos desafios globais



O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, parabenizou neste domingo o presidente francês Emmanuel Macron por sua reeleição, referindo-se à França como "um parceiro-chave diante dos desafios globais". 

"Espero seguir com nossa estreita e contínua cooperação, incluindo o apoio à Ucrânia, a defesa da democracia e a luta contra as mudanças climáticas", declarou.

Em breve discurso no Champ de Mars, em Paris, aos pés da Torre Eiffel, Macron prometeu "escutar o silêncio dos abstencionistas" e responder às razões da “raiva" daqueles que apoiaram sua rival, a ultradireitista Marine Le Pen, para tentar curar as feridas do país.

"A raiva que levou muitos de nossos compatriotas a votar na extrema direita também deve encontrar uma resposta", disse. Embora não tenha antecipado como será essa resposta, reconheceu que esta votação o obriga “a considerar todas as dificuldades” e afirmou que essa será sua responsabilidade e daqueles que o rodeiam nos próximos cinco anos. 

Em discurso em que reconhece a derrota, Le Pen anunciou que não desistirá e que vai liderar a campanha legislativa no próximo mês de junho para tentar unir toda a oposição ao presidente reeleito, Emmanuel Macron.

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário