sexta-feira, 25 de março de 2022

Inaugurada segunda fase do muro da Mauá, em Porto Alegre

 Painéis festejam 250 anos da Capital



Foi inaugurada, na tarde desta quinta-feira, a segunda fase do renovação do muro da Mauá, em Porto Alegre. A nova decoração traz arte visual, com reproduções de painéis de artistas convidados, e fotografias, todas prestando homenagem à Capital. Sob responsabilidade do Consórcio formado pelas empresas de OOH Sinergy e HMídia, a parede de 750 metros mescla arte com espaços publicitários. 

"Estamos muito felizes com o resultado. Na primeira fase, contamos as raízes de Porto Alegre e foi muito legal. Agora, na segunda fase, chamada 'A Festa' fizemos essa parceria com artistas visuais e fotógrafos e está lindo", opinou o diretor da Sinergy, Eduardo Ferreira. O muro foi reinaugurado em novembro de 2021 e passará por uma nova fase a cada quatro meses. Os painéis serão trocados, expondo trabalhos de artistas diferentes.

A dupla de fotógrafos Ita Kirsch e Bala Blauth contribuíram com a obra "Jardim Alegre", que transforma algumas fotos de prédios da Capital em caleidoscópios florais, representando a importância do mundo vegetal e natural para o ser humano. "Queríamos colocar a natureza dentro da Porto Alegre, que é um cenário bem urbano. Queríamos presentear Porto Alegre com flores", resumiu Bala. "Ficamos muito surpresos e contentes com o convite para participar", acrescentou Kirsch.

Outra novidade desta segunda etapa é a instalação de cinco "janelas digitais". Telas de LED que "flutuam", presas apenas lateralmente, tal como "entradas de luz" do Novo Muro da Mauá. Dicas culturais de cinema, música, filosofia, teatro, dança, entre outras expressões artísticas, serão reproduzidas, além de informações relevantes da prefeitura aos porto-alegrenses. Também está em andamento uma parceria com a Secretaria de Educação, que vai permitir aos estudantes da rede municipal parabenizar a cidade nestas janelas por meio de desenhos e ilustrações.

"Eu acho que essa proposta de galeria a céu aberto é super boa. É mais uma maneira da arte ir para a rua, para todos", opinou Bala. O pensamento é compartilhado pela secretaria municipal de parcerias Ana Pellini, que foi a responsável pela parceria com o consórcio adotante do muro. "A cultura é difícil de democratizar. Por mais que hajam museus com entrada franca, a pessoa tem que ir lá. O muro é uma oportunidade muito democrática de ter exposição de arte. As pessoas passam por ele, param, tiram uma foto e não iriam ao museu para fazer isso", afirmou a secretária.

Os demais artistas convidados para a segunda fase do muro foram: Alexandre Raupp; Raul Krebs; Heloisa Medeiros; Fabian Gloeden; Soul Chamb; Mitti Mendonça; Laura Loyola; Viti; e Cusco Rebel.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário