quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Vendas pela internet são 12% do varejo, mas ainda podem se aproximar de 19% em novembro

 por Joana Cunha

Captura de Tela 2021-11-02 a?s 22.04.19.png

Mesmo com números positivos de controle da pandemia, ecommerce manteve patamar mais alto, diz ABComm

Apesar do afrouxamento das regras de distanciamento social na pandemia, as vendas feitas pela internet representaram quase 12% do total comercializado pelo varejo em outubro, aponta levantamento da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico).

Segundo a entidade, os canais digitais se consolidaram como estratégia do varejo, mesmo com o avanço da vacinação contra a Covid e a retomada do comércio de rua.

 

Em março de 2020, quando os primeiros casos do coronavírus estavam começando a surgir no país, o comércio eletrônico tinha participação de pouco mais de 7% no total das vendas. Essa parcela cresceu ao longo do ano, com oscilações, atingindo um pico de 14,4% em novembro, mês da Black Friday, principal data para o varejo virtual.?

Neste ano, o patamar das vendas pela internet ficou acima de dois dígitos em quase todos os meses, com exceção de fevereiro (8,6%) e março (8,9%).

Atualmente, a redução nos casos e mortes pela doença facilita o acesso ao comércio físico. Ainda assim, as projeções da ABComm para novembro apontam para um pico de 18,7% de participação das vendas virtuais, graças ao impacto da Black Friday, que acontece no dia 26.

Na média do ano, o ecommerce será responsável por 11,3% das vendas no varejo, contra os 9,6% registrados em 2020, segundo as estimativas da associação.

Fonte: Folha Online - 02/11/2021 e SOS Consumidor

Nenhum comentário:

Postar um comentário