domingo, 21 de novembro de 2021

Doria sobre apoio a Bolsonaro em 2018: "milhões foram enganados"

 Governador de SP diz que acreditou em projeto "democrático", "liberal" e "pelo fim da corrupção", mas que tudo foi só promessa


O governador de São Paulo, João Doria, afirmou que o apoio dado a Jair Bolsonaro, então candidato à Presidência da República, nas eleições de 2018, ocorreu em virtude das promessas de que o governo dele seria "liberal", "democrático" e "pelo fim da corrupção", mas que na prática não foi isso o que aconteceu. "Eu não tenho compromisso com o erro. Sempre tive compromisso com a verdade e com os acertos. Milhões de brasileiros foram enganados, inclusive eu."

Doria disse que milhões se arrependeram de votar em Bolsonaro e que o chefe do Executivo deixou de cumprir o que prometeu durante a campanha assim que iniciou seu mandato. “O governo mentiu tanto, que no segundo mês já fazia campanha para a reeleição.”

Segundo o governador paulista, o apoio a Bolsonaro se deu porque não havia condição de apoiar o concorrente dele no segundo turno, o petista Fernando Haddad. Doria lembrou que venceu Haddad na corrida pela Prefeitura de São Paulo, em 2016, e que os projetos de gestão de ambos eram antagônicos.

Doria está em Brasília para participar das prévias do PSDB para a escolha do candidato do partido à Presidência da República, no pleito de 2022. A plenária da legenda está marcadas para este domingo, a partir das 10h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o partido conta atualmente com 1.355.766 filiados.

Prévias do PSDB

Pelo formato adotado pelo partido, há quatro grupos, cada um com 25% do eleitorado. O primeiro é formado pelos 565 prefeitos e 445 vices. O segundo tem 4.297 vereadores e 272 deputados estaduais. Três governadores, cinco vices, sete senadores, 32 deputados federais e o presidente nacional formam o terceiro grupo. O último é formado pelos filiados.

Vence as prévias o candidato que alcançar a maioria absoluta dos votos (resultado do grupo 1 + resultado do grupo 2 + resultado do grupo 3 + resultado do grupo 4). Caso nenhum candidato obtenha mais de 50% dos votos nas prévias, haverá segundo turno no dia 28 de novembro.


R7 e Correio do Povo


Fortaleza vence o Palmeiras por 1 a 0 e volta ao G-4 do Brasileirão


Black Friday: alimentos e itens de higiene tomam espaço do celular

Nenhum comentário:

Postar um comentário