sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Aberto edital para pintura e restauro da fachada externa do Mercado Público, em Porto Alegre

 Licitação é na modalidade tomada de preços; orçamento é estimado em R$ 1,1 milhão


A Prefeitura publicou, nesta quinta-feira, no Diário Oficial de Porto Alegre, o edital para contratação de serviços de recuperação e pintura da fachada externa do Mercado Público, no Centro Histórico. A licitação é na modalidade tomada de preços, do tipo menor valor global. O orçamento estimado é de cerca de R$ 1,1 milhão.

A sessão pública para recebimento das propostas ocorre no dia 6 de dezembro, às 10h, na Sala de Licitações da Secretaria de Administração e Patrimônio (rua Siqueira Campos, 1300, 3º andar, sala 301, Centro Histórico). “A revitalização do Mercado Público é uma das prioridades da gestão. Queremos que os porto-alegrenses tenham orgulho de sua história e de seu patrimônio. Não medimos esforços para lançar o processo licitatório o mais breve possível”, disse hoje o secretário municipal de Administração e Patrimônio, André Barbosa.

O prazo de execução das obras é de sete meses, a contar da ordem de início. As tintas foram doadas ao município pela Suvinil, por meio de chamamento público aberto pela Secretaria Municipal de Parcerias, em junho de 2021. Após análises e realização de testes de tonalidade, a empresa constatou que a cor original pode ser mantida.

“Com o apoio da iniciativa privada, estamos buscando a qualificação dos espaços públicos. A exemplo do Mercado Público, teremos doações para a pintura do Paço Municipal e do Museu Joaquim Felizardo”, lembra a secretária municipal de Parcerias, Ana Pellini.

Revitalização

A revitalização do Mercado Público é um dos projetos prioritários do governo e envolve uma remodelação completa, incluindo o modelo de gestão. Além da recuperação e pintura da fachada externa, a reabertura do segundo andar, prevista para março, e a contratação de empresa especializada em administração predial, para gerir o local, fazem parte do conjunto de ações.

A receita proveniente dos aluguéis deve ser utilizada na manutenção do próprio espaço e em melhorias na estrutura do complexo. Devem ocorrer, ainda, a substituição dos deques e a reativação do chafariz do Largo Glênio Peres.


Correio do Povo


Estudo indica que caso indicado como primeiro de Covid-19 ocorreu dias depois


Borja volta e fica à disposição no Grêmio para confronto contra a Chapecoense


Nenhum comentário:

Postar um comentário