quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Selic continua em 2%?; Congresso debate plano de vacinação; otimismo nos mercados

 

O Copom anuncia esta quarta-feira, 9, a taxa básica de juros, a Selic, que deve ser mantida em 2% ao ano. Além disso, o Congresso discute medidas que envolvem o combate à pandemia de covid-19. Boa leitura.

Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central | Amanda Perobelli/Reuters

1 - OTIMISMO NOS MERCADOS

Os mercados iniciam esta quarta-feira, 9, em tom de otimismo com os avanços nas negociações sobre um novo pacote de estímulos nos Estados Unidos. Despois de o líder da maioria republicana do Senado, Mitch McConnell, que havia sido delegado para tocas as conversas com democratas, sinalizar insatisfação com os termos do acordo, a Casa Branca reassumiu as negociações com uma nova proposta de 916 bilhões de dólares, ainda maior que o montante de 908 bilhões de dólares que havia sido sugerido em um possível acordo bipartidário. Também motiva o tom positivo no mercado as conversas sobre um possível acordo pós-Brexit, que serão retomadas em um jantar entre o primeiro ministro do Reino Unido Boris Johnson e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. Leia mais.

2 - COPOM

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anuncia às 18h30 desta quarta-feira, 9, a taxa básica de juros, a Selic, na última reunião de 2020. A taxa está em 2% ao ano desde agosto  — e deve ser mantida hoje. Mais importante, analistas e investidores aguardam por eventuais novidades relacionadas ao forward guidance, o instrumento de política monetária que sinaliza o que deve acontecer com o juro no médio prazo respeitadas certas condições. O Copom deu início ao encontro na véspera, no mesmo dia em que o IBGE informou que a inflação ao consumidor medida pelo IPCA em novembro foi a maior para o mês em cinco anos: 0,89%. Mais importante para a tomada de decisão do Copom, no entanto, as expectativas de inflação tanto para 2021 como para 2022 continuam ancoradas e abaixo e em linha com o centro da meta. Leia mais.

3 - PLANO DE VACINAÇÃO

O Congresso Nacional tem três compromissos nesta quarta-feira, 9, que envolvem o combate à pandemia de covid-19. Um dos principais temas é o Plano Nacional de Imunização contra o coronavírus. Outro tema debatido, também na comissão da Câmara, são os testes para diagnóstico da covid-19 que ficaram parados e que perdem validade em janeiro de 2021. São cerca de 7 milhões de unidades de exames encalhados em armazém do Ministério da Saúde. No campo da economia, está na pauta do Senado um projeto de lei que quer destinar os recursos alocados pelo Tesouro Nacional a todos os programas emergenciais de crédito durante o período do estado de calamidade pública relacionado à covid-19, mas não utilizados até 31 de dezembro de 2020. Leia mais

4 - FRANÇA CONTRA O "EXTREMISMO ISLÂMICO"

O governo do presidente francês Emmanuel Macron deve se reunir nesta quarta-feira, 9, para dar os toques finais num projeto de lei contra o “extremismo islâmico”, numa tentativa de dar alguma resposta aos franceses à escalada de violência com a comunidade muçulmana no país. Nos últimos dois meses, a França foi alvo de três atentados creditados a radicais defensores do Islã. A ideia do governo francês com a lei é fortalecer a integração da comunidade islâmica ao restante do país. Pela nova legislação, escolas públicas terão mandato para impedir famílias islâmicas a ensinar seus filhos em casa – o chamado “homeschooling” – e de acordo com os preceitos da religião. Leia mais.

Ministério da Saúde diz que Brasil tem 300 milhões de doses de vacina e ignora a CoronaVac. Pazuello afirmou que qualquer vacina com eficácia comprovada e registro na Anvisa vai ser comprada pelo governo federal.

Estatais zumbis que sugam cofres públicos têm proteção especial, diz Salim Mattar. Ex-secretário de Desestatização revela bastidores dos entraves às privatizações.

ANS suspende a comercialização de 12 planos de saúde. Planos pertencem a três operadoras e foram suspensos devido a reclamações registradas no terceiro trimestre do ano. Saiba quais são.

Câmbio e juros podem se recuperar em 2021, diz Evandro Mota, da JGP. Gestor afirma que o cenário externo oferece oportunidade para mudança, mas país terá que manter o teto de gastos e realizar reformas.

Fim da hegemonia? GM tem liderança ameaçada pela primeira vez em cinco anos

Amazon lança novo programa de logística para reduzir tempo de frete. Agora, os vendedores parceiros podem usar os centros de distribuição e toda a logística da empresa americana. Saiba mais.

A startup Dolado, criada pelos ex-sócios da Grow em julho de 2020, recebeu um aporte de US$ 2,2 milhões liderado pelo fundo americano Valor Capital Group para investir na sua expansão.


Como fechar 2020 e organizar as metas de 2021 em meio às incertezas

Amazon, Magalu e Loft têm vagas abertas; veja outras oportunidades


Professor de português dá 3 dicas para melhorar a escrita imediatamente

O que você precisa saber sobre seguros de viagem na pandemia

Pesquisadores americanos encontram amianto em maquiagens em pó

 

Summit de Saúde Mental nas Organizações

8H30 - O ciclo virtuoso: redução de preconceito & estigma e promoção da saúde mental 
Sarah Evans Lacko (Pesquisadora da London School of Economics) e Rodrigo Bressan (Psiquiatra, professor e fundador do instituto Ame Sua Mente)

18H00 - Estresse e burnout: estratégias de prevenção
Pedro Pan (Psiquiatra e pós-doutor pela Unifesp), Marco Kheirallah (sócio-diretor da SIP Capital) e Glaucimar Peticov (Diretora Executiva do Bradesco)

19H00 - O  papel do líder como promotor da saúde mental 
Paulo Kakinoff (Presidente da Gol), Ana Paula Bogus (Global Head of Business da Rappi), Elieser Silva (Diretor superintendente de medicina diagnóstica e ambulatorial do Hospital Albert Einstein) e Caito Maia (CEO da Chilli Beans)

Para participar e enviar perguntas, inscreva-se gratuitamente aqui.

HOJE | Xangai / -1,21%
Tóquio / +1,33%
Londres / +0,52% (às 7h)


SEXTA | Ibovespa / +0,18%
S&P 500 / +0,28%
Dólar / 5,12 reais (+0,16%)

Para alguns, o sabor, o aroma e a história de certos rótulos de vinho são uma obra de arte por si só, mas há uma marca nacional que deseja ir além. O Vinho 22, empresa brasileira que tenta imprimir uma personalidade mais jovem aos vinhos, está colocando no mercado uma edição limitada de garrafas estampadas com obras da pintora modernista Tarsila do Amaral. A coleção apelidada de 22 Tarsila traz rótulos com estampas de algumas obras da artista, como "Abaporu" (branco), "Antropofagia" (rosé) e "A Lua" (tinto). Saiba mais.

Marca nacional lança vinhos em homenagem à Tarsila do Amaral | Vinho 22/Divulgação

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário