sábado, 5 de dezembro de 2020

Primeira mulher a assumir BRDE, Leany Lemos promete reforçar linha de crédito

 Nova presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul tomou posse nesta sexta-feira


Com o desafio de reforçar o desenvolvimento econômico e social na região Sul em meio aos efeitos da pandemia do novo coronavírus, Leany Lemos tomou posse nesta sexta-feira como nova presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Ex-secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany deixa o comando do Comitê de Dados do governo do Estado no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Indicada pelo governador Eduardo Leite, Leany é a primeira mulher a assumir a presidência da instituição e substitui Luiz Corrêa Noronha, que permanece como diretor de Planejamento do BRDE. Após dois anos no governo gaúcho, ela destaca que diversificar as linhas de crédito do banco, ampliar as ações de captação e repasse de recursos a municípios e apoiar políticas públicas são algumas das prioridades da nova direção. "Nada nesse momento é tão importante quanto desenvolvimento econômico e social", observa.

Ao reforçar o papel relevante do BRDE no atendimento aos três estados do Sul - RS, SC e PR -, além do mato Grosso do Sul, Leany garante que o banco - que tem a 16ª maior carteira de operações do país, somando mais de R$ 13,5 bilhões - precisa liderar o processo de desenvolvimento do Estado junto com Banrisul e Badesul. Ela ressalta que cada instituição pode atuar em segmentos diferentes. "Pode haver focalização pelo tamanho e por atividade. Quando olhamos para a carteira (do BRDE) tem impacto muito forte no agro negócio", afirma. "Os bancos gaúchos podem trabalhar em harmonia", completa.

Sinal de confiança

Além de agradecer a indicação do governador para o cargo durante cerimônia de posse no Palácio Piratini, ela afirma que o convite é um sinal de confiança do chefe do Executivo. Ao destacar o papel da ex-secretária no governo, Leite citou a elaboração do Plano Plurianual e a atuação na coordenação do Comitê de Dados, onde organizou estatísticas e indicadores. "Isso possibilitou conforto e segurança no processo de pandemia de tomarmos as decisões mais acertadas", afirma. O governador reforçou a confiança no trabalho de Leany à frente do BRDE e afirmou que é importante dar suporte aos municípios para garantir a retomada econômica e o desenvolvimento social.

O setor primário, especialmente nos Estados acionistas (RS, Santa Catarina e Paraná), tem no banco um importante parceiro e responde por quase 24% das operações de financiamento, patamar semelhante a médias, pequenas e microempresas. Além da direção-geral em Porto Alegre, tem agências nos três Estados, escritórios em cidades importantes da região Sul do país e também em Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário