sexta-feira, 25 de dezembro de 2020

Paulo Bracks avisa ao América-MG que deixará o clube para trabalhar no Inter, diz rádio

 Presidente do América pediu que executivo permaneça no clube até o acesso para a Série A e o final da participação na Copa do Brasil


O executivo de futebol Paulo Bracks deixará o América-MG para acertar com o Inter. Segundo informações da Rádio Itatiaia, de Minas Gerais, o profissional informou a direção do Coelho que recebeu uma proposta do Colorado e que aceitou.

Ao confirmar a informação para os repórteres Emerson Romano e Thiago Reis, o presidente do América, Marcos Salum, informou que pediu que Bracks permaneça no clube até a classificação do Coelho para a Série A do Brasileirão e o fim da campanha do clube na Copa do Brasil.

Nesta quarta-feira, o América-MG, que tirou o Inter da principal copa organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), enfrentará o Palmeiras no Allianz Parque e define a vaga no dia 30. Se passar, os dois jogos para definir o campeão ocorrem nos dias 3 e 10 de fevereiro. Até lá, o executivo deve continuar no Coelho.

Na série B, o time comandado por Lisca, tem 57 pontos e ocupa a segunda colocação, a nove do CSA, primeiro clube fora da zona de acesso para a Série A. Ainda restam oito jogos, sendo que a competição tem a última rodada marcada para o dia 30 de janeiro. 

Paulo Bracks não se considera um "contratador de jogadores" e considera importante "dar segurança, suavidade e tranquilidade" ao grupo Paulo Bracks começou a trabalhar no futebol nas categorias de base do América-MG - Foto: Estevão Germano / América / Divulgação / CP

Bracks tem um perfil dentro das ideias traçadas pelo presidente Alessandro Barcellos de aproveitamento das categorias de base e de economia na área financeira. “Não sou um contratador de jogador. Passamos cinco meses sem contratar, para que todos tivessem paciência para trabalhar, levando os atletas ao máximo do limite que podem render. É importante dar segurança, suavidade e tranquilidade ao grupo. Claro que nunca fiz nada sozinho", revelou Bracks em uma entrevista no dia 22 de maio ao jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte.

Histórico

Paulo Bracks, de 39 anos, é advogado, formado na Faculdade Milton Campos, em Nova Lima, pós-graduado em Ciências Criminais e especialista em Direito Desportivo e Negócios. De 2008 a 2012 foi auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD). Nos dois anos seguintes, foi o presidente da comissão disciplinar no STJD.

Entre 2014 a 2018 foi diretor de competições da Federação Mineira de Futebol (FMF). Bracks é professor em Direito Desportivo e é árbitro do Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem. Ele também é instrutor do Curso de Gestão em Futebol da CBF Academy.

Diretor executivo de futebol do América-MG, Paulo Bracks `Por ser advogado especializado, Bracks atuou como auditor e presidente da comissão disciplinar no STJD - Foto: Daniel Hott / Divulgação / CP memória

No futebol, o primeiro trabalho de Bracks foi o de diretor executivo do América. Cargo que ocupou entre janeiro de 2018 e maio de 2019. Há um ano e oito meses, ocupa a função no futebol profissional do Coelho.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário