terça-feira, 8 de dezembro de 2020

O Brasil e mais 15 países assinaram uma declaração onde consideram as eleições de ontem na Venezuela como fraudulentas

 

Entre os pontos observados pela oposição ao ditador que ilegitimam a eleição estão:
- Todos os membros do Conselho Nacional Eleitoral estão controlados pela ditadura de Maduro.
- A ditadura roubou a imagem dos partidos políticos democráticos.
- A ditadura comprou falsos opositores (“os escorpiões”).
- Não houve observação internacional.
- A imprensa é censurada e perseguida pela ditadura.
Leia a íntegra da declaração do Ministro Ernesto Araújo:
O regime de Maduro promoveu hoje [ontem], “eleições parlamentares” na Venezuela para tentar legitimar-se. Só se legitimará aos olhos daqueles que apreciam ou toleram a ditadura e o crime organizado, o grande complexo criminoso-político do Foro de São Paulo ou “Socialismo do Século 21”.
O resultado de qualquer “legitimação” de Maduro: mais opressão e fome para os venezuelanos, mais força para o crime em toda a região. Porém, o povo venezuelano rejeitou a farsa eleitoral. Com baixíssima participação, mostrou que as eleições legislativas não representam sua vontade.
O Brasil continuará trabalhando, com todos os parceiros que quiserem, pela redemocratização da Venezuela. Defenderemos a segurança, a dignidade humana e a liberdade na América Latina e em todo o mundo.





Fonte: https://www.facebook.com/story.php?story_fbid=3665386733551806&id=198620036895177

Nenhum comentário:

Postar um comentário