sábado, 26 de dezembro de 2020

Mapa prévio tem 15 regiões na bandeira vermelha

 

Dados do Distanciamento Controlado apontaram melhora na comparação com a semana passada



O mapa preliminar da 34ª rodada do Distanciamento Controlado indica uma melhora no cenário da pandemia com relação à última semana. O cenário para a próxima semana colocou seis regiões em bandeira laranja (risco médio para o coronavírus) e 15 em bandeira vermelha (risco alto) – na rodada passada eram 20 em vermelha e uma em laranja. Desde seu início, a pandemia está relacionada a, pelo menos, 8.434 mortes no RS. 

Nesta rodada, Taquara, Novo Hamburgo, Cruz Alta, Pelotas, Bagé e Guaíba ficaram na bandeira laranja, enquanto Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Ijuí, Lajeado, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Uruguaiana foram colocadas sob bandeira vermelha. 


O Piratini recebe recursos até o próximo domingo e divulga o mapa final da 34ª rodada na segunda-feira, com as normas passando a valer na terça. A vigência desta rodada será válida nos primeiros dias de 2021, até 4 de janeiro. 

Conforme o Governo do Estado, houve dução no registro de novas hospitalizações confirmadas com Covid-19 (-14%) e no número de internados em leitos clínicos Covid (-6%). No entanto, as UTIs apresentaram aumento no número de internados com coronavírus (+5%).

• Acesse a nota técnica da 34ª rodada

Pelo mapa prévio, está na bandeira vermelha 76,5% da população gaúcha. Porém, de 414 municípios 163 estão aptos a adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local. 

Após disparada, número de óbitos tem redução

Pelo menos três das quatro piores semanas em número de mortes da pandemia ocorreram desde o fim de novembro. Mas, conforme os dados do Gabinete de Crise, o número de vítimas apresentou redução entre a quinta-feira da semana passada e ontem: a queda foi de 7%, de 490 para 456.

Apesar da melhora, trata-se de um patamar bem mais elevado do que na comparação com um mês antes, quando a semaana terminada em 27 de novembro tinha tido 276 vítimas da Covid-19. Ao longo de um mês, o número de leitos livres de UTI caiu, enquanto aumentaram o total de pacientes com coronavírus tanto em UTIs e quanto em leitos clínicos. 

Correio do Povo


Sol aparece entre nuvens no RS neste sábado


Lojistas de Porto Alegre indicam queda de 25% nas vendas de Natal, mas crescimento no digital


Jogo do Grêmio no fim de semana pode servir de teste para Alisson


Parque da Coruja é um dos pontos mais visitados de Nova Tramandaí


Barcellos viaja com a delegação e tenta convencer Abel a permanecer no Inter


Bolsonaro sanciona regulamentação do Fundeb


Manutenção pode causar falta d’água em 26 bairros de Porto Alegre no domingo


TRF-4 interrompe prazo para defesa de Lula responder à acusação


Supermercados registram aumento de 8% nas vendas de Natal no Rio Grande do Sul


Parques e praças registram movimento reduzido em Porto Alegre


Ex-marido que matou juíza deixa delegacia sem comentar o caso


Fraudes podem ter tirado mais de R$ 140 milhões do combate à Covid-19


Com mar agitado, litoral gaúcho registra movimento abaixo do esperado no Natal


Jovens são as maiores vítimas da alta do desemprego no Brasil


Forte explosão abala o centro de Nashville


EUA exigirá teste negativo de Covid-19 para passageiros do Reino Unido


Impacto da pandemia do coronavírus pode gerar lições para os clubes brasileiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário