quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Grêmio vence Cuiabá e fica perto da semifinal da Copa do Brasil

 Tricolor levou sustos, mas deixou Arena Pantanal com vitória por 2 a 1


Longe de ser brilhante, mas bastante efetivo, o Grêmio está próximo de mais uma semifinal de Copa do Brasil. O Tricolor derrotou o Cuiabá por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, na Arena Pantanal, no confronto de ida das quartas de final do torneio. Para isso, superou momentos de pressão, além de uma forte chuva no fim do jogo. 

Agora, o Tricolor avança com qualquer empate no jogo de volta, que será na quarta-feira que vem, na Arena, em Porto Alegre. Antes disso, o time de Renato enfrenta o Ceará, também em Porto Alegre, pelo Brasileirão. 

Jean Pyerre bota o Grêmio à frente

Com Jean Pyerre na equipe titular, o Grêmio iniciou o jogo acelerado. Abusando das jogadas nas pontas, não demorou para o Tricolor abrir o placar. Logo aos 8, Pepê fez um belo lançamento para Victor Ferraz, na ponta direita. Dali, o cruzamento foi na medida para Diego Souza cabecear para para baixo e abrir o placar. 

O Grêmio, então, controlou o jogo. A ponto de parecer que seria um confronto tranquilo. Trocando passes e com muito mais posse de bola, vez que outra ameaçou o adversário. Até que falhou na defesa. E, neste escape, Hayner foi à ponta direita e cruzou para Willians Santana subir mais que Pedro Geromel e testar firme para o empate. 

Aí o jogo emparelhou. Mais equilibrado e sem chances claras, os goleiros tiveram pouco trabalho a partir de então. Quando o Grêmio forçou, chegou para definir. Em jogada de profundidade na esquerda, a bola sobrou para Pepê, que sofreu falta dentro da área. Coube a Jean Pyerre cobrar – e chutar forte para estufar as redes – e recolocar o Tricolor à frente, aos 41. 

Susto no início, pressão no fim

O começo do segundo tempo deu mostras de que o Grêmio dominaria. Aos 7, Ferreira e Jean Pyerre complicaram a vida da defesa dos donos da casa, mas pecaram no último toque antes da conclusão. 

Só que três minutos depois, o Cuiabá mostrou que a parada não estava decidida. Em uma verdadeira blitz, o ataque dos donos da casa parou duas vezes em Vanderlei duas vezes e ainda Maxwell acertou a trave tricolor. A pressão só teve fim quando Geromel conseguiu dividir e afastar. No minuto seguinte, Elvis avançou e chutou de fora da área. Quase acertou o ângulo. 

Com o cenário desfavorável, Renato mudou. Sacou Ferreira, Diego Souza e Jean Pyerre para colocar Everton, Churín e Thaciano. Logo que entrou, Thaciano já levou trabalho ao goleiro João Carlos, mas a pressão seguiu verde, com o Cuiabá mantendo a bola perto da área gaúcha.

Ainda levou um tempinho, mas nos últimos 15 minutos, sim, o Grêmio retomou o controle das ações ofensivas. Primeiro na base do contra-ataque. Aos 34, Thaciano foi ao fundo e cruzou para Pepê, que só não completou porque o zagueiro Auremir conseguiu cortar logo antes. Cinco minutos depois, foi Thaciano quem quase marcou, cabeceando firme rente à trave após cruzamento de Cortez.

À essa altura, os comandados de Renato Portaluppi enfim se impuseram e passaram a levar trabalho aos zagueiros rivais na tentativa do terceiro. Já sob uma forte chuva em Cuiabá, o Grêmio se manteve no ataque, porém brecou na defesa. E isso até o último minuto, quando Everton teve a chance e só não correu para o abraço, porque João Carlos fez uma grande defesa. A vantagem, porém, já era tricolor.  

Copa do Brasil - quartas de final

Cuiabá 1
João Carlos; Hayner (Lucas Ramon), Kunde, Anderson Conceição e Nenê Bonilha (Auremir); Romário, Yago, Matheus Barbosa (Pierini) e Elvis (Diego Jardel); Willians Santana (Perdigão) e Maxwell. Técnico: Franco Müller.

Grêmio 2Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, David Braz e Cortez; Lucas Silva, Matheus Henrique (Diogo Barbosa) e Jean Pyerre (Thaciano); Pepê (Paulo Miranda), Ferreira (Everton) e Diego Souza (Churín). Técnico: Renato Portaluppi. 

Gols: Diego Souza (8/1º), Willians Santana (19/1º), Jean Pyerre (41/1º)
Cartões amarelos: Willians Santana; Lucas Silva 
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá 
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho, Daniel Luis Marques e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP). 


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário