sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Toffoli desempata e STF define-se contra prisão após 2ª instância

Julgamento na Corte teve início em 17 de outubro

Voto do ministro da Corte desempatou julgamento nesta quinta-feira

Voto do ministro da Corte desempatou julgamento nesta quinta-feira | Foto: Carlos Moura / SCO / ST / CP

PUBLICIDADE

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli, votou contra a prisão de réus condenados em segunda instância e, assim, desempatou e concluiu julgamento da Corte, na noite desta quinta-feira. “Eu não entendo que a norma necessite alguma interpretação conforme. A leitura dela cabe no texto da Constituição", declarou o presidente da Corta durante seu entendimento do caso.

Com a decisão, os condenados que foram presos com base na decisão anterior poderão recorrer aos juízes que expediram os mandados de prisão para serem libertados. Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o julgamento terá impacto na situação de 4,8 mil  presos. Os principais condenados na Operação Lava Jato podem ser beneficiados, entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do tríplex do Guarujá (SP), além do ex-ministro José Dirceu e ex-executivos de empreiteiras.

Segundo o Ministério Publico Federal (MPF), cerca de 80 condenados na operação serão atingidos.

Votos

Após cinco sessões de julgamento, o resultado foi obtido com o voto de desempate do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli. Segundo o ministro, a vontade do Legislativo deve ser respeitada. Em 2011, uma alteração no Código de Processo Penal (CPP) definiu que "ninguém será preso, senão em flagrante delito ou em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado.

De acordo com Tofolli, a norma é constitucional e impede a prisão após a segunda instância. "A vontade do legislador, a vontade do Parlamento, da Câmara dos Deputados e do Senado da República foi externada nesse dispositivo, essa foi a vontade dos representantes do povo, eleitos pelo povo.", afirmou.

Durante todos os dias do julgamento, os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia votaram a favor da prisão em segunda instância. Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Gilmar Mendes e Celso de Mello se manifestaram contra.

Entenda

No dia 17 de outubro, a Corte começou a julgar definitivamente três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs), relatadas pelo ministro Marco Aurélio e protocoladas pela Ordem dos Advogados, pelo PCdoB e pelo antigo PEN, atual Patriota. O entendimento atual do Supremo permite a prisão após condenação em segunda instância, mesmo que ainda seja possível recorrer a instâncias superiores.

No entanto, a OAB e os partidos sustentam que o entendimento é inconstitucional e uma sentença criminal somente pode ser executada após o fim de todos os recursos possíveis, fato que ocorre no STF e não na segunda instância da Justiça, nos tribunais estaduais e federais. Dessa forma, uma pessoa condenada só vai cumprir a pena após decisão definitiva do STF.

A questão foi discutida recentemente pelo Supremo ao menos quatro vezes. Em 2016, quando houve decisões temporárias nas ações que estão sendo julgadas, por 6 votos a 5, a prisão em segunda instância foi autorizada. De 2009 a 2016, prevaleceu o entendimento contrário, de modo que a sentença só poderia ser executada após o Supremo julgar os últimos recursos.


Correio do Povo


POLÍTICA

Defesa de Lula pedirá "libertação imediata" do ex-presidente

Ministro-chefe da Casa Civil palestrou nesta quinta-feira na região do Planalto

POLÍTICA

PEC que prevê extinção de pequenos municípios deve ser readequada, diz Onyx

Encontro foi presidido pelo ministro Sérgio Moro

MUNDO

Policiais do Mercosul poderão cruzar fronteiras ao perseguir criminosos

TRAGÉDIA MARÍTIMA

Marinha retifica número de vítimas no naufrágio no Sul do Estado

Alguns pescadores chegaram a transportar de barco os moradores da rua Nossa Senhora da Boa Viagem

PORTO ALEGRE

Moradores da região das ilhas têm casas invadidas pelo Guaíba

Comemoração do presidente ocorreu durante transmissão ao vivo no Facebook

ECONOMIA

Inflação demonstra que País está se "civilizando", diz Bolsonaro

Porto Alegre terá temperatura mínima de 16ºC e máxima de 29ºC

PREVISÃO DO TEMPO

RS terá sol e calor nesta sexta-feira

POLÍCIA

Homem morre esfaqueado durante briga em supermercado de Porto Alegre

Diego Tardelli marcou gol que abriu o placar na Arena

GRÊMIO

Grêmio vence o CSA por 2 a 1 e entra no G4 do Brasileirão

Irritado, Renato admitiu atuação ruim e revelou bronca nos jogadores no intervalo e após o jogo, mesmo com vitória por 2 a 1 sobre o CSA

GRÊMIO

Renato pede que grupo do Grêmio tire "lição" após susto contra CSA

Irritado com atuação abaixo em comparação ao Gre-Nal, técnico reconheceu falta de

LAURA GLUER

O café como fonte de renda e beleza

FILHOS

Crianças terão acesso limitado a jogos eletrônicos

Com dificuldades para criar chances, Inter perdeu por 2 a 0

Pouco criativo, Inter perde por 2 a 0 do Ceará

Inter de Rafael Sobis pouco produziu e acabou derrotado para o Ceará pelo placar de 2 a 0

INTER

Zé Ricardo vê "momento sensível" do Inter, mas alerta: "Não temos que arrumar desculpas"
Parede cobra "vergonha na cara" dos colegas de Inter

Fluminense venceu por 2 a 0 no Morumbi

BRASILEIRÃO

Fluminense surpreende o São Paulo e vence por 2 a 0 no Morumbi

ESPORTES

Flamengo sofre, mas vence Botafogo por 1 a 0

Julgamento ocorre no plenário do TRE-RS a partir das 17h desta segunda-feira

POLÍTICA

TRE julga cassação de mandato do vereador Cássio Trogildo

Deputado afirmou que

POLÍTICA

Lei Rouanet para evento de igreja avança na Câmara

Evento promovido pelo Correio do povo e Famurs ocorreu nesta quinta-feira

SANTA MARIA

Fórum de Desenvolvimento Gaúcho discute segurança

Prefeito recebeu direção da Fundação Caminho da Soberania nesta quinta-feira

GERAL

Fundação propõe instalação de estátua de João Goulart em Porto Alegre

Jornalistas brigaram durante programa de rádio

GERAL

"Lamento", diz Augusto Nunes sobre briga com Glenn Greenwald

Ex-secretário municipal de Desenvolvimento Econômico esclareceu sobre aluguel de instalações da Pasta

POLÍTICA

CPI que investiga gestão de Marchezan recebeu primeiros depoentes nesta quinta

Procuradoria acusou Fundação de presidente por

CIDADES

Trump é condenado a pagar 2 milhões de dólares a instituições de caridade

Lançamento do novo livro de Everton Behenck ocorre dentro da programação da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre

65ª FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE

Poeta Everton Behenck lança o livro "Nada mais maldito que um amor bonito" neste sábado

Humberto vai apresentar o show do seu novo disco

ARTE & AGENDA

Humberto Gessinger dá início a nova turnê em Porto Alegre

Dezarie apresenta seu novo trabalho no palco do Opinião nesta sexta

ARTE & AGENDA

Dezarie faz show em Porto Alegre nesta sexta

Escadaria da Borges receberá exposição do Street Expo Photo neste sábado

ARTE & AGENDA

Street Expo Photo chega na 2ª edição levando imagens à escadaria da Borges

No fim de setembro, Alvim atacou com ofensas a atriz Fernanda Montenegro

POLÍTICA

Roberto Alvim é nomeado secretário especial da Cultura

Fala de Scorsese revoltou fãs da Marvel

ARTE & AGENDA

Posição de Scorsese sobre filmes da Marvel divide Hollywood

Juliana Pimentel e Jorge Xavier lideram banda Cravo & Rosa

ARTE & AGENDA

Banda Cravo & Rosa faz show de lançamento de novas músicas neste final de semana

Nenhum comentário:

Postar um comentário