segunda-feira, 4 de julho de 2022

Geladeiras devem ter nova etiqueta de eficiência energética do Inmetro a partir desta sexta

 

Captura de Tela 2022-07-04 a?s 13.47.23.png

Nova etiqueta deve indicar diferença de consumo de até 30% entre os produtos mais eficientes.

Todas as geladeiras vendidas no Brasil, a partir desta sexta-feira (1), devem conter a nova Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (Ence), do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Ela é obrigatória tanto para os refrigeradores produzidos no território nacional quanto para os importados.

Entre as novidades da etiqueta para as vendidas a partir de agora, estão a inclusão das três subclasses que indicam a diferença de consumo de até 30% entre os produtos mais eficientes. Há ainda a introdução de um QR Code que, por meio de um código virtual, mostrará ao consumidor o status do registro do refrigerador, podendo ser ativo, inativo, suspenso ou cancelado.  

“O QR code se tornará uma ferramenta cada vez mais importante na interação do consumidor com a etiqueta, dando a ele uma série de informações que podem ajudá-lo na decisão de compra do equipamento mais eficiente energeticamente e obviamente mais barato em termos de consumo”, destacou o Inmetro.

A etiqueta foi atualizada pelo Inmetro, mas a antiga ainda estaráem circulação, o que pode causar confusão para os consumidores na hora da compra. Basicamente, a etiqueta que trazia categorias de A a E, agora vai ter A+++, A++ e A+, que indicam os modelos que consomem, respectivamente, menos 30%, 20% e 10% de energia do que o tradicional “A”.   De acordo com o órgão, a pretensão é alertar o consumidor sobre qual produto realmente gasta menos energia e incentivar que a indústria adote novas tecnologias em seus produtos para que se tornem mais eficientes.

As lojas terão o prazo de um ano para vender os produtos com a etiqueta antiga que possuem no estoque.

Fonte: O Dia Online - 01/07/2022 e SOS Consumidor


Nenhum comentário:

Postar um comentário