sexta-feira, 17 de junho de 2022

Pagamentos de junho do Auxílio Brasil começam nesta sexta

 


As parcelas do Auxílio Brasil referentes ao mês de junho começarão a ser pagas nesta sexta-feira (17), quando os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 1 terão os valores liberados. Os demais beneficiários vão receber as suas parcelas até o dia 30.

Em maio, o tíquete médio do benefício foi de R$ 409. Ao todo, foram pagos R$ 7,3 bilhões a 18,1 milhões de famílias, segundo o Ministério da Cidadania. O número foi um pouco maior do que o pago em abril, quando 18,06 milhões de famílias foram atendidas pelo programa, totalizando recursos de R$ 7,4 bilhões.

O benefício é destinado a famílias em situação de extrema pobreza. Famílias em situação de pobreza também podem receber desde que tenham, entre seus membros, gestantes ou pessoas com menos de 21 anos.

As famílias em situação de extrema pobreza são aquelas que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 105. As em situação de pobreza têm renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210.

No dia 4 de maio, o Senado aprovou medida provisória (MP) que torna permanente o valor mínimo de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

“A política de assistência social do Governo Federal hoje é pautada na emancipação. O Auxílio Brasil ajuda a quem precisa, no momento em que mais necessita, e ao mesmo tempo apresenta trilhas de emancipação, para que a família que recebe o benefício possa buscar oportunidades e conquistar seus objetivos”, afirmou o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

De acordo com informações da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania, o Nordeste segue como a região com maior número de beneficiários. São 8,6 milhões de famílias contempladas. Na sequência aparecem as regiões Sudeste (5,2 milhões), Norte (2,1 milhões), Sul (1,2 milhão) e Centro-Oeste (941 mil).

Na divisão por Unidades Federativas, a Bahia é o estado com maior número de famílias com direito a receber os recursos. São 2,26 milhões de famílias no programa. São Paulo (2,8 milhões), Pernambuco (1,44 milhão), Minas Gerais (1,43 milhão), Rio de Janeiro (1,33 milhão), Ceará (1,32 milhão), Pará (1,15 milhão) e Maranhão (1,10 milhão) completam o grupo de estados em que há mais de um milhão de contemplados.

Quem recebe

Há três possibilidades para recebimento do Auxílio Brasil:

– Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;

– Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;

– Se não está no CadÚnico: é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber.

Como obter informações

– Por telefone: O beneficiário pode ligar no telefone 121, do Ministério da Cidadania, para saber se tem direito ao Auxílio Brasil e o valor que será pago. Também é possível obter informações sobre o benefício na Central de atendimento da Caixa, pelo telefone 111.

– Por aplicativos: No aplicativo Auxílio Brasil (disponível para download gratuitamente para Android e iOS), é possível fazer o login utilizando a senha do Caixa Tem. Caso não tenha, basta efetuar um cadastro. No aplicativo Caixa Tem poderão ser consultadas informações sobre o benefício, como saldo e pagamento de parcelas.

Calendário em junho

– NIS final 1: dia 17 de junho;

– NIS final 2: dia 20 de junho;

– NIS final 3: dia 21 de junho;

– NIS final 4: dia 22 de junho;

– NIS final 5: dia 23 de junho;

– NIS final 6: dia 24 de junho;

– NIS final 7: dia 27 de junho;

– NIS final 8: dia 28 de junho;

– NIS final 9: dia 29 de junho;

– NIS final 0: dia 30 de junho.

As informações são do portal de notícias G1 e do Ministério da Cidadania.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário