terça-feira, 10 de novembro de 2020

Medeiros elogia Abel, mas nega ter encaminhado acerto com novo técnico para o Inter

 Presidente colorado disse que não buscaria novo treinador antes de acertar detalhes da saída de Eduardo Coudet



Após oficializar a saída do argentino Eduardo Coudet do comando técnico, o presidente do Inter, Marcelo Medeiros, garantiu que o clube ainda não tem acerto com nenhum substituto para o treinador. Nas últimas horas, o nome de Abel Bragacampeão da América e do Mundo pelo Colorado, apareceu com força nos bastidores do Beira-Rio.

Medeiros, contudo, negou que já tenha negociado com Abel: “Eu não falei com o Abel. Não falaria com um treinador com questões a serem resolvidas com o treinador que está aqui”, disse ele, por volta das 18h30min – conforme o dirigente, a saída de Coudet foi formalmente fechada por volta das 17h. “Não falaria com nenhum técnico antes de deixar clara a saída de um treinador. Não trabalho desta forma. Reconheço as virtudes do Abel, muito identificado com o Inter, me dou muito bem com ele, mas ainda não falei com ele”, disse em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Pelo fato do ano estar em andamento, o vice-presidente Alexandre Chaves Barcellos, que também participou da manifestação, acrescentou que a direção sabe que o novo nome precisa ser definido de forma rápida: “Fomos pegos de surpresa. A partir de agora, vamos buscar o nome. Há um projeto de urgência. Esperamos concluir isso ao longo dessa semana”, afirmou. “Resolvemos a questão com o Coudet faz uma hora. Enquanto não tivéssemos a situação sacramentada não faríamos movimentos. Agora, o Caetano está se movimentando e queremos resolver isto o mais rápido possível.”

Ainda sobre o próximo comandante, o presidente Medeiros lamentou o fato do pleito eleitoral ter sido mantido ainda nesta temporada, em meio ao Covid-19, que alterou o calendário esportivo. “Em razão da paralisação do futebol, fruto do isolamento de uma pandemia, levou o calendário para fevereiro. As eleições no clube foram mantidas para esse ano. Eu não me sinto no direito de fazer a contratação de um técnico para uma gestão que será eleita”, disse, projetando um contrato curto para o novo profissional. 

Apesar do pouco período restante de mandato, Chaves Barcellos garantiu que a direção fará “valer” o poder de decisão para optar pelo futuro técnico. “A escolha do treinador vai ser uma escolha do nosso Conselho de Gestão, do nosso executivo de futebol”, observou. “Temos muitas coisas para oferecer ao profissional que virá trabalhar no Internacional. É um clube campeão do mundo, tem mais de 8 milhões de torcedores, mais de 100 mil sócios, é bi-campeão da América e lidera o Brasileiro e está classificado em todas as competições”, salientou. 

Correio do Povo


Sol aparece, mas chuva deve atingir o RS nesta terça-feira


Leão Marinho aparece na praia do Laranjal, em Pelotas

Butantan se diz "surpreendido" após Anvisa interromper testes com vacina Coronavac


Campanha de Fortunati não descarta retirar candidatura


TSE exige que eleitor use máscara para votar


Valor da passagem da lotação passa a custar R$ 6,40 em Porto Alegre


Primeiras doses da vacina Coronavac chegam ao Brasil em novembro


Prefeitura de Porto Alegre lança edital para reforma do Viaduto dos Açorianos



STJ retoma trabalhos seis dias após ataque de hacker a sistemas


Brasil deve deixar o ranking das dez maiores economias do mundo em 2020


McConnell diz que Trump está "100% dentro de seus direitos" ao contestar eleição


Com transferência de presos, Secretaria de Segurança espera evitar ataques a agentes no RS


Mendonça defende um planejamento para além dos quatro anos para Porto Alegre


Fachin manda ao plenário do STF recurso de Lula sobre caso tríplex


Instituto do Cérebro do RS inaugura expansão de estrutura


Falta de energia leva rede estadual a suspender aulas remotas no Amapá


Flamengo e Rogério Ceni caminham para o acerto












Nenhum comentário:

Postar um comentário