sexta-feira, 11 de setembro de 2020

JORNALISTAS OU PUBLICITÁRIOS?



PÚBLICO ENOJADO
Diante de uma clara e indiscutível MÁ VONTADE que boa parte da chamada GRANDE MÍDIA nutre e propaga, de forma pra lá de dramática e escandalosa, sobre qualquer ação e/ou proposta defendida pelo atual governo presidido por Jair Bolsonaro, o que mais se vê, notadamente nas REDES SOCIAIS, é uma forte e fantástica reação de milhões de brasileiros que se declaram ENOJADOS com este tipo de JORNALISMO.

PROFISSIONAIS DA MÍDIA
Como o exército de profissionais da mídia que lutam desesperadamente contra as ações e/ou propostas do governo é imenso, coisa que por si só aumenta a convicção de milhões de leitores, ouvintes e telespectadores em geral, arrisco a dizer que a percepção que este movimento crescente proporciona, faz com que muitos brasileiros entendam que a profissão de JORNALISTA está cada dia mais identificada com a profissão de PUBLICITÁRIO.

Eis as definições de ambas as profissões e tirem suas eventuais dúvidas: 

JORNALISTA
JORNALISTA é o profissional responsável pela APURAÇÃO, INVESTIGAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE NOTÍCIAS, REPORTAGENS, ENTREVISTAS OU DISTRIBUIÇÃO DE NOTÍCIAS OU OUTRA INFORMAÇÃO DE INTERESSE COLETIVO.

O trabalho jornalístico compreende tratamento -escrito, oral e visual- de informações, em quatro etapas: 1- PAUTA, onde são selecionados assuntos a serem abordados,; 2- APURAÇÃO, onde é feita a averiguação da informação e a credibilidade das fontes; 3- REDAÇÃO, quando é dado o devido tratamento à informação; e 4- EDIÇÃO, onde é que feita a organização do material para a mídia.

PUBLICITÁRIO
PUBLICITÁRIO é o profissional contratado para COMUNICAR A IMAGEM DE SEUS CLIENTES ATRAVÉS DE ESTRATÉGIAS ELABORADAS SOBRE TÉCNICAS E PESQUISAS. Como tal deve atuar dentro dos LIMITES PROPOSTOS PELO CONTRATANTE, o que inclui verba disponível e objetivos desejados. Um bom publicitário tem o dever de PERSUADIR e CONVENCER o consumidor a adquirir o que está sendo sugerido. 

PERSUADIR E CONVENCER
Uma simples comparação entre as duas profissões é suficiente para entender o quanto boa parte dos JORNALISTAS está desempenhando o papel que até então era destinado aos PUBLICITÁRIOS. Observem que os LIMITES PROPOSTOS são constantemente definidos pelos CONTRATANTES, que tem como objetivo PERSUADIR e CONVENCER OS LEITORES, OUVINTES E TELESPECTADORES. Que tal?


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário