segunda-feira, 20 de julho de 2020

Brasileiros recebem vacina; R$ 32 bi para PMES?; o balanço da Vale

A semana começa com uma boa notícia no combate à covid-19: voluntários brasileiros começam hoje a receber a primeira dose da Coronavac, a vacina chinesa com 90% de sucesso até aqui. A Desperta destaca também a votação de uma nova leva de estímulos às PMEs e um impulso aos carros elétricos. Boa leitura.
Vacina: a meta é fazer a imunização pelo Sistema único de Saúde no começo de 2021 (Dado Ruvic/Reuters)

1 - CORONAVAC EM TESTES

A semana começa com uma boa notícia no combate à covid-19. A partir desta segunda-feira, 20, voluntários de seis estados vão receber as doses da vacina do laboratório chinês Sinovac, chamada CoronaVac. A aplicação faz parte dos testes de comprovação da eficácia do produto e é liderada no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Ao todo, 9.000 pessoas vão participar da testagem em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. O Instituto Butantan não divulgou quantas pessoas fazem parte desta primeira fase do ensaio clínico. Caso os resultados sejam positivos, o acordo ainda estabelece que a Sinovac envie 60 milhões de doses ao Instituto Butantan. A meta é fazer a imunização pelo Sistema Único de Saúde no começo de 2021.

2 - 32 BI PARA PMES?

Com empreendedores enforcados pela crise econômica, a Câmara dos Deputados conclui nesta segunda-feira (20) a tramitação da medida provisória (MP) 944, que tem potencial para injetar até 32 bilhões de reais em crédito subsidiado a pequenas e médias empresas (PMEs). Depois de passar pelo Senado, na semana passada, o tema deve seguir para sanção presidencial. Quase 60% dos recursos devem ir para a Pese, uma linha administrada pelo BNDES para subsdiar a folha de pagamento das PMEs e que ainda precisa mostrar a que veio. Em dois meses de Pese, o programa emprestou pouco mais de 10% dos 40 bilhões de reais disponíveis. O restante vai para o Pronampe. Com taxa de juros ao redor de 4% ao ano, o dinheiro do Pronampe é bastante competitivo em relação às linhas convencionais para pessoas jurídicas nos bancos privados, que não raro passam de 10% ao ano.

3 - VOLKS NOS ELÉTRICOS

A alemã Volkswagen começa a vender no mercado europeu, nesta segunda-feira (20), seu primeiro carro compacto 100% elétrico, o ID.3. É a grande aposta da maior montadora do mundo para “massificar” os carros elétricos e competir globalmente com a americana Tesla, que se tornou sinônimo de excelência nesse segmento. O ID.3 será oferecido inicialmente na Europa em sete configurações, com preços que vão de 35.575 a 43.680 euros. Todos os modelos podem se beneficiar do bônus concedido pelos governos em diversos países europeus para estimular a troca de carros movidos a combustíveis fósseis por outros com emissão zero de poluentes. Na Alemanha, o subsídio na compra de um carro elétrico chega a 9.480 euros, dos quais 3.480 euros são bancados pela montadora.

4 - RETOMADA NA VALE

Enquanto a economia global amarga quedas expressivas dos indicadores, em um cenário de pandemia do novo coronavírus, as grandes mineradoras têm apresentado um desempenho positivo. É o caso da Vale, que irá divulgar nesta segunda-feira, 20, após o fechamento do mercado, seu relatório de produção referente ao segundo trimestre. A expectativa é que o volume produzido de minério de ferro da companhia apresente crescimento em relação aos três primeiros meses deste ano. A demanda da China, maior consumidor global de minério de ferro, está aquecida. O preço também ajuda, na casa dos 100 dólares a tonelada. Mas as dúvidas sobre a sustentabilidade da demanda seguem no radar.
O Brasil registrou ontem 716 mortes pelo novo coronavírus. O balanço total de mortes chega a 79.533. O país teve também 24.650 novos casos da doença, com 2.099.896 infectados desde o início da pandemia. Nos últimos sete dias, a média diária ficou em 1.055 óbitos por covid-19. Leia aqui.

O presidente Donald Trump afirmou que “terá de ver” se aceita o resultado da votação, marcada para novembro. O democrata Joe Biden, seu oponente, abriu 15 pontos de vantagem, de acordo com a pesquisa realizada pela rede de TV ABC.

As operadoras de telefonia TIM, Vivo e Claro informaram que apresentaram uma oferta em conjunto para adquirir o negócio móvel do grupo Oi, em recuperação judicial. A proposta conjunta quer comprar todos os ativos que constituem a unidade produtiva isolada de ativos móveis da Oi, que tem 36,6 milhões de clientes no país.

Com R$ 1,5 bi em carteira, Paineiras Investimentos fecha após 13 anos. A Exame apurou que o distanciamento físico da equipe brasileira que conduzia a gestão, agravada pela pandemia, foi um dos catalisadores para a decisão.
Carro elétrico mais barato que celular? Na Europa é possível. Enquanto as vendas de veículos a gasolina despencam na pandemia, o setor de elétricos ostenta crescimentos superiores a 5% em alguns países. O bom desempenho se deve, principalmente, aos subsídios concedidos aos consumidores.

Netflix, Loggi, Vivo, Oi, Amazon, Banco Safra e outras 21 empresas têm mais de 11.000 vagas de emprego para vários níveis de experiência e áreas de formação. Confira a seleção de empresas com vagas abertas.

“Uber da lavagem de carro” expande para cinco novas cidades mesmo na crise. O aplicativo Lavô, criado 2018 em Brasília, cresce 43% ao mês com um serviço de lavagem de automóveis a domicílio.

As montadoras reservam cerca de 30 novidades, entre atualizações e modelos totalmente novos, para este ano, com destaque para SUVs. Confira 5 lançamentos que devem movimentar o mercado.
Lives
Às 18h – Webinar Pare de Perder Dinheiro
O educador financeiro André Bona falará sobre os principais erros de quem investe e como evitá-los. Não perca este webinar exclusivo e pare de perder dinheiro com essas dicas simples. Inscreva-se aqui.

Às 18h - Webinar As expectativas com o Marco Legal do Saneamento
A Bússola, parceria da EXAME e do Grupo FSB, recebe o senador Tasso Jereissati, a médica Christianne Dias, diretora-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Benedito Pinto Ferreira Braga Júnior, diretor-presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e Gustavo Fava, sócio do BTG Pactual. Inscreva-se aqui.

 
Bolsa
HOJE | Xangai / +1,45%
Tóquio / +0,09%
Londres /-0,25% (às 7h)
Petróleo Brent / 42,91 dólares (-0,70%)

SEXTA Ibovespa / +2,32%
S&P 500 / +0,28%
Dólar / 5,38 reais (+1,02%)
A ex-modelo Gisele Bündchen completa 40 anos nesta segunda-feira. Para comemorar a data de uma maneira bastante particular, ela vai plantar 40 mil árvores na Amazônia Legal, na região das bacias do Rio Xingu e Araguaia, onde 22.500 nascentes e cerca de 150 mil hectares de matas de beira de rio estão degradados. Em entrevista à CASUAL, ela fala sobre a pandemia e diz que a moda precisa ser mais sustentável.
Gisele Bundchen: a ex-modelo vai plantar 40 mil árvores no Xingu (Nino Munõz/Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário