sábado, 23 de março de 2019

Força Nacional deixa o Rio Grande do Sul e segue para operação no Pará | Clic Noticias

Efetivo reforçou policiamento do Estado por dois anos e sete meses
Por
Guilherme Kepler / Rádio Guaíba
Atualmente, 54 homens atuavam nas rondas dentro do Estado
Atualmente, 54 homens atuavam nas rondas dentro do Estado | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória
Após dois anos e sete meses atuando no Rio Grande do Sul, policiais da Força Nacional não vão mais permanecer em solo gaúcho. A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) confirmou, nesta sexta-feira, que o efetivo da Força Nacional de Segurança Pública vai ser deslocado para compor uma operação a partir da próxima segunda-feira, em Belém, no Pará.
Na última terça-feira, o governo do Estado havia solicitado formalmente a prorrogação da permanência da tropa. Atualmente, 55 policiais militares e nove policiais civis da Força Nacional permaneciam cedidos para atuarem no RS. Em janeiro deste ano, o governo estadual conseguiu a prorrogação da presença dos policias, por dois meses, no Rio Grande do Sul. A Força Nacional reforçou o policiamento ostensivo em Porto Alegre desde agosto de 2016, em função de uma sucessão de crimes registrados na Capital e em cidades da região Metropolitana.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP/RS) disse, no fim da tarde, ter sido informada pelo secretário nacional de Segurança Pública, general Guilherme Theophilo, sobre a impossibilidade de renovação dos policiais devido à necessidade de encaminhar os agentes para o Pará. O vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, agradeceu o empenho e auxílio da Força Nacional e do governo federal durante o período que o Estado mais precisou do reforço. “No momento atual, o efetivo que ainda se encontrava em Porto Alegre era pequeno. Tínhamos 54 policiais militares e nove policiais civis. Por isso, a saída desses agentes não deve causar grande impacto na segurança”, disse o vice-governador.
Ranolfo lembrou, ainda, que deve ser concluída, em agosto, a formação de cerca de 2,4 mil policiais que vão se agregar às forças estaduais de segurança.
Rádio Guaíba e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário