quarta-feira, 22 de junho de 2022

Ao assumir a Famurs, Salerno apoia a inovação nos municípios

 Prefeito de Restinga Sêca assumiu o comando da entidade que representa as cidades gaúchas, no lugar de Eduardo Bonotto

Felipe Nabinger



O prefeito de Restinga Sêca, Paulinho Salerno (MDB) assumiu nesta terça-feira a presidência da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). Em cerimônia realizada durante a 40ª edição do Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, em um centro de eventos no município da Quarta Colônia, na região central do Estado, Salerno assumiu o comando da entidade, para o qual foi eleito no dia 7 de junho, prometendo um olhar inovador. “Vamos trabalhar muito forte a inovação dos municípios, agregando a isso questões que envolvem turismo, desenvolvimento econômico e geração de oportunidades, ao lado das associações regionais.” 

Ele assume o posto que era do prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto (PP). Segundo ele, o seu legado foi o de aproximar a instituição da população. “Tivemos um grande desafio de trabalhar a retomada, as questões da saúde, da retomada das aulas presenciais. Sempre fomos protagonistas dos grandes debates com o Estado”, disse Bonotto.

“Manteremos o mesmo formato de diálogo com todos os entes, assim que trabalho já na prefeitura de Restinga Sêca”, enfatizou Salerno, comprometendo-se a manter a linha de seu antecessor. O governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB), o presidente da Assembleia, Valdeci Oliveira (PT), deputados federais, prefeitos e vice acompanharam o evento. 

Salerno defende candidatura própria do MDB

As questões envolvendo o pleito de outubro não ficaram fora das discussões de bastidores do evento. Paulinho Salerno defendeu a candidatura própria do seu partido com o deputado Gabriel Souza. “O MDB não deixa de firmar candidatura própria. Gabriel afirmou isso para os prefeitos”, disse. Na noite de segunda-feira, Gabriel esteve na cidade e falou com prefeitos e vices do partido. O pré-candidato participou da abertura do evento na manhã desta terça-feira, quando defendeu o fortalecimento dos municípios gaúchos.

Cotada para formar chapa com Gabriel para a vaga ao Senado, Ana Amélia Lemos (PSD) prestigiou o evento. Questionada se a presença representava avanços no “namoro” com o MDB, Ana Amélia negou. Lembrou que fora procurada por outros partidos como PSDB e PDT. A ex-senadora disse que, como chegou há pouco no partido, a decisão das alianças é de responsabilidade da executiva estadual do PSD, mesmo que participe das conversas.

Pré-candidato ao Piratini, Roberto Argenta (PSC) também esteve presente.

Correio do Povo


Gabi Barbieri e Thais são convocadas para a seleção feminina


PNE entra em estado de alerta para execução das metas


Chapecoense perde para o CRB e segue sem vencer em casa na Série B

Nenhum comentário:

Postar um comentário