sábado, 25 de setembro de 2021

Vacinação contra covid prossegue neste sábado, inclusive nos estádios do Inter e Grêmio

 


A prefeitura de Porto Alegre mantém no fim de semana a vacinação contra covid para toda a população a partir de 12 anos, com primeira, segunda e terceira dose. Neste sábado (25), o serviço é oferecido no Shopping Total e nos estádios de Inter e Grêmio, das 9h às 16h. Já no domingo, a injeção estará disponível em escola na Zona Norte, entre 9h e 13h.

Sábado (25)

– Shopping Total: avenida Cristóvão Colombo nº 545 (bairro Floresta) das 9h às 16h.

– Estádio Beira-Rio: acesso pela rua Nestor Ludwig, atrás do Centro de Eventos (barro Cristal), com acesso pelo Portão 3, de frente para o ginásio Gigantinho, das 9h às 16h;

– Arena do Grêmio: rua Ricardo Seibel de Freitas Lima, com acesso pelo Portão 2 (bairro Humaitá), das 9h às 16h. é necessário caminhar até a coxia D, entrar pela lateral do campo e sair pela coxia C.

Observação: tanto na sede do Inter quando na do Grêmio, o procedimento será realizado dentro do próprio estádio. Não se trata de drive-thru, mas quem for de carro terá direito a estacionamento-cortesia. Atletas e ex-atletas estarão presentes.

Domingo (26)

– Unidade móvel da Secretaria Municipal da Saúde na Escola Municipal Doutor Liberato Salzano Vieira da Cunha: rua Xavier de Carvalho nº 274 (bairro Sarandi), das 9h às 13h.

Exigências

Para a primeira dose (ou aplicação única, no caso da vacina da Janssen), deve ser apresentada identidade com CPF. Não é mais necessário o comprovante de residência, bastando uma autodeclaração simples com nome e o endereço.

Já na segunda injeção é obrigatório o cartão de controle fornecido pelo agente de saúde na primeira etapa. Pode se dirigir aos locais indicados quem recebeu o imunizante de Oxford ou Pfizer há pelo menos dez semanas ou Coronavac há 28 dias.

Para receber o reforço, os idosos a partir de 70 anos precisam levar mesma documentação exigida na segunda dose, desde que o cartão de controle mostre que essa tenha sido ministrada há seis meses ou mais.

Imunossuprimidos, por sua vez, devem comprovar a condição por meio de atestado, registro hospitalar ou receita médica, além do registro de segunda dose (ou única) há pelo menos 28 dias. Enquadram-se nesse grupo os indivíduos com as seguintes condições:

– Imunodeficiência primária grave;
– Tratamento com hemodiálise (insuficiência renal) ou quimioterapia (câncer);
– Transplante de órgão sólido ou células-tronco hematopoiéticas (TCTH), com uso de fármacos imunossupressores;
– Vírus HIV/Aids;
– Uso de corticóides em doses maiores de 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por mais de 14 dias.;
– Utilização de medicamentos modificadoras da resposta imune;
– Doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias e intestinais inflamatórias).

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário