sábado, 25 de setembro de 2021

Auxílio emergencial gaúcho não deslancha

 Menos da metade do público estimado foi contemplado com o benefício e algumas categorias sequer começaram a receber

Taline Oppitz



Dias após a divulgação de pesquisa da Assembleia que apontou o empobrecimento e a ampliação da desigualdade social no Estado, em função da pandemia, o governo gaúcho realizou reunião para tratar do tema. No encontro, que contou com a presença do secretário de Planejamento, Cláudio Gastal, de técnicos do Executivo e de deputados, foram apresentadas novas informações sobre o andamento do auxílio emergencial gaúcho.

Segundo os dados da secretaria, na categoria 1, das mães solo, a execução do programa ficou em 8,5%. A previsão divulgada pelo Executivo era atender um público de 8.141 mulheres, mas só 695 sacaram o recurso. Já na categoria 2, que inclui empresas do Simples Nacional, a execução foi de 31%. A estimativa era atender grupo de 19.458 empresas, mas somente 6.104 conseguiram receber a ajuda ou estavam aptas a receber. Nas categorias 3 e 4 do programa, que dizem respeito, respectivamente, aos microempreendedores individuais e aos trabalhadores desempregados, a execução sequer começou em função de dificuldades burocráticas enfrentadas pelo governo.

“Os números são preocupantes. Enquanto os indicadores de fome, pobreza, miséria e desigualdade não param de crescer, a alternativa criada em nível estadual segue patinando dentro dos critérios criados”, disse Valdeci Oliveira (PT), autor de projeto em tramitação na Assembleia sobre o tema. O deputado vem tratando da questão com o Piratini há meses.

O governo disponibilizou R$ 107 milhões para a iniciativa. 

Correio do Povo


Nova geração Indy, Palou e Pato descartam favoritismo e exaltam disputas com veteranos consagrados


Castroneves exalta tradição em Long Beach e avalia como grande teste para 2022


Grêmio não deve pedir adiamento de jogos em caso de convocações de Borja e Villasanti


Edenilson festeja nova convocação para a seleção brasileira: "Sei como é difícil e valorizo muito"


Itamaraty informa Reino Unido sobre Covid na delegação brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário