sábado, 19 de dezembro de 2020

RS tem catorze pontos impróprios para banho, aponta Fepam

 Fundação Estadual de Proteção Ambiental divulgou os primeiros resultados do Projeto Balneabilidade




O monitoramento da qualidade das águas dos balneários e praias gaúchas feito pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) teve seus primeiros resultados divulgados nesta sexta-feira. O Projeto Balneabilidade identificou 14 pontos impróprios para banho e 76 próprios. O órgão analisou amostras recolhidas em 90 pontos diferentes. 

As áreas consideradas impróprias ficam em Jaguarí (Balneário Fernando Schiling), Pedro Osório (Balneário no rio Piratini), Pelotas (Balneário Valverde, Balneário Santo Antônio e Balneário dos Prazeres), Santa Maria (Balneário Passo do Verde), Santiago (Balneário Distrito Ernesto Alves), São Franciso de Assis (Balneário Poço das Pedras e Balneário de Jacaquá) e Tapes (Balneário Rebelo). A lista completa está disponível neste link aqui. 

Ainda que a pandemia da Covid-19 tenha alterado a rotina do veraneio, com restrições e normas para os banhistas, a presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann, reiterou a importância do trabalho da fundação. “Mesmo durante o período de pandemia e de restrições aos veranistas, o Balneabilidade seguirá divulgado normalmente porque é um importante serviço aos gaúchos há 40 anos”, disse. 

O Balneabilidade é realizado desde o verão 1979/1980 e integra o projeto RS Verão Total do governo do Estado. Os resultados das análises serão divulgados todas as sextas-feiras, até o dia 26 de fevereiro. 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário