quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

O NATAL E A TRÉGUA

 


É NATAL

Ainda que não sejam poucos nem pequenos os problemas e resistências que não deixam o Brasil ser um PAÍS MELHOR RESOLVIDO ECONOMICA E SOCIALMENTE, quando acende a luz que sinaliza a chegada do Natal as datas de 24 e 25 de dezembro nos levam, automaticamente, a fazer a tradicional TRÉGUA NATALINA.  


CONFRATERNIZAÇÃO ENTRE SOLDADOS

Pois, quando o tema é TRÉGUA DE NATAL, o que sempre me vem à lembrança como forma de definição correta do que realmente significa uma TRÉGUA é o filme que assisti muito anos atrás, o qual mostra cenas que aconteceram na região de Ypres, Bélgica, em 1914, durante a 1ª Guerra Mundial, quando soldados alemães e ingleses, por livre vontade, resolveram fazer UM CESSAR-FOGO durante a semana de Natal. Mais: entre tantas comemorações, até uma partida de futebol foi realizada entre os soldados de ambos os países na chamada TERRA DE NINGUÉM, ou seja, na área localizada entre as trincheiras.


O STF NÃO MERECE TRÉGUA

Ora, se até uma confraternização entre combatentes já aconteceu durante um período de Natal, isto já seria o bastante para que me dispusesse, também, a conceder uma TRÉGUA neste 24 de dezembro. Entretanto, diante de tantas maldades cometidas pelos péssimos ministros do STF, a minha TRÉGUA NATALINA está declaradamente limitada. Mais: estou convencido de que nem os soldados alemães e ingleses seriam capazes de propor ou realizar uma TRÉGUA NATALINA caso estivessem enfrentando os injustos ministros da nossa Suprema Corte. 


FIOCRUZ

Aliás, para mostrar ao mundo todo o elevado índice de maldade dos ocupantes do STF e do STJ, nesta semana de Natal as duas instituições acionaram a Fiocruz para acertar a RESERVA DE VACINAS para 7 mil pessoas, incluindo ministros e servidores.


Como se vê, o que menos existe nesta demanda é a SURPRESA. Ao contrário, o que imperou, como sempre, foi a mais absoluta coerência, ou seja, tudo que é decidido pelos ministros do STF não é para comemorar, mas para lamentar.


MASOQUISMO

Portanto, considerando que TRÉGUA significa, DAR UM TEMPO, ESQUECER POR UM MOMENTO O QUE SE PASSOU, quando tomo conhecimento de cada uma das péssimas atitudes dos 11 ministros do STF vejo que dar TRÉGUA a essa gente é como praticar o que existe de mais cruel no MASOQUISMO.   


FELIZ NATAL!

Felizmente, no saudável universo que desfruto entre os leitores e anunciantes do PontoCritico não há razão para TRÉGUA, mas para muita comemoração e troca de mensagens sinceras. Assim,  embriagado por esta saudável atmosfera a mensagem que entendo mais adequada está contida na letra da música da cantora Simone - ENTÃO É NATAL!- , que diz assim:  


Então é natal, e o que você fez?

O ano termina, e nasce outra vez.

Então é natal, a festa Cristã.

Do velho e do novo, do amor como um todo.

Então bom natal, e um ano novo também.

Que seja feliz quem souber o que é o bem.


 


Então é Natal, pro enfermo e pro são.

Pro rico e pro pobre, num só coração.

Então bom Natal, pro branco e pro negro.

Amarelo e vermelho pra paz afinal.

Então bom Natal e um Ano Novo também.

Que seja feliz quem souber o que é o bem.


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário