quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

No aguardo da LDO; Bolsonaro reconhece Biden; USP entre as mais sustentáveis

 

As atenções no Brasil estarão voltadas à Lei de Diretrizes Orçamentárias, que deve ser votada nesta quarta-feira na Câmara e no Senado. No exterior, as bolsas começam o dia em alta com avanços no Brexit, e o Fed divulga também sua decisão sobre os juros. Nos EUA, o dia tem ainda IPO da Wish. Boa leitura. 

Congresso: a aguardada votação da LDO pode acontecer nesta quarta-feira, com cinco meses de atraso | Paulo Whitaker/Reuters
1 - FINALMENTE A LDO?

O Congresso deve analisar nesta quarta-feira a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), projeto que serve de base para o Orçamento de 2021. Se não for aprovada em 2020, o governo não tem como fazer gastos a partir de janeiro, inclusive pagar aposentadorias e salários de servidores (levando ao chamado shutdown). A LDO 2021 deveria ter passado até 17 de julho e, portanto, já está há mais de cinco meses atrasada. Como a Comissão Mista de Orçamento (CMO), responsável por analisar a proposta antes da votação final, está parada há meses em meio à pandemia, o texto vai direto ao plenário hoje. Ontem, o Ministério da Economia enviou novo ofício com projeções bases de déficit e arrecadação para a LDO: o texto estabeleceu o déficit do ano que vem em 247,2 bilhões de reais. A projeção é que a dívida líquida brasileira chegue a quase 70% em 2021 (e 75% em 2023). Leia mais


2 - IBOVESPA "ZERADO"

A quarta-feira começa com algum otimismo nas bolsas internacionais em meio a avanços no Brexit e pacote de estímulo americano andando no Congresso. Nesta manhã, a chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que "encontramos um caminho" nos dois principais itens que emperram um acordo para o Brexit, incluindo a pesca, que teve negociações ontem. "Os próximos dias serão decisivos", disse. Enquanto isso, o PMI composto europeu (de serviços e indústria) veio em 45,3, abaixo dos 50 de outubro, em meio à segunda onda de casos de coronavírus na região. O índice dos EUA será divulgado também hoje. O mercado estará atento ainda à decisão sobre juros do Fed nos EUA, que deve manter a taxa entre 0% e 0,25%, e ao pronunciamento do presidente Jerome Powell. No Brasil, o Ibovespa conseguiu ontem zerar as perdas de 2020 ao subir 1,34%. Leia mais


3 - MAIS VACINAS NO STF

Estão na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira três ações que abordam a obrigatoriedade da vacinação. Duas delas falam especificamente da imunização contra a covid-19, e uma outra analisa se pais podem ou não deixar de vacinar os filhos segundo crenças religiosas ou de foro íntimo. O governo federal já enviou parecer ao STF dizendo ser contra a vacinação compulsória. Enquanto isso, também no STF, o Ministério da Saúde respondeu ontem a um pedido do ministro Ricardo Lewandowski que pedia em 48 horas datas do Plano de Imunização no Brasil. A resposta ainda não define datas, mas disse que a vacinação começará cinco dias após o primeiro imunizante ser aprovado pela Anvisa. Nenhuma das vacinas com acordos com o Brasil pediu registro por ora (os acordos já fechados são AstraZeneca/Oxford e vacinas conveniadas da Covax, da ONU). Leia mais


4 - IPO DA WISH

Depois dos IPOs de DoorDash e Airbnb (este último um dos mais bem-sucedidos do ano), a Wish realiza hoje o que deve ser o último grande IPO do mercado de tecnologia na Nasdaq. A ContextLogic Inc., empresa-mãe da Wish, espera terminar o dia avaliada em algo próximo de 14 bilhões de dólares. O valor é menor do que o mercado esperava antes do IPO, e pouco se comparado aos concorrentes americanos, como a Amazon. Ainda assim, a Wish mostrou fôlego para crescer nos últimos anos e chegou a setembro deste ano com 108 milhões de usuários mensais, embora ainda com prejuízo. A companhia foi fundada em 2010 por Piotr Szulczewski e Danny Zhang, e, apesar de americana, atua sobretudo trazendo produtos da China, incluindo para o Brasil. Leia mais
 

Após mais de três meses, o Brasil voltou a registrar mais de 900 mortes por covid-19 em um dia: foram 915 óbitos e mais de 44.000 casos no boletim de terça-feira. Veja os números.  

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse não ter pressa em revelar o nome que escolherá apoiar para sua sucessão, mas deve fazê-lo até o fim da semana. Maia confirmou que está entre Baleia Rossi (MDB-SP) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). 

Como parte do ofício base para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o Ministério da Economia projetou o salário mínimo para 2021 em 1.088 reais, sem aumento real em relação aos 1.045 atuais. O valor subiu desde o último texto devido ao aumento da inflação nos últimos meses.

Sob pressão pública, o Senado decidiu por retirar do projeto de regulamentação do Fundeb, fundo da educação básica, os trechos que destinavam parte dos recursos a instituições privadas, como escolas religiosas e filantrópicas. O texto volta agora para a Câmara e deve ser votado na quinta-feira. 

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro reconheceu a vitória de Joe Biden contra Donald Trump nas eleições americanas, sendo um dos últimos líderes mundiais a fazê-lo. "Estarei pronto a trabalhar com o novo governo e dar continuidade à construção de uma aliança Brasil-EUA", escreveu via Twitter.

Um dia após a confirmação do Colégio Eleitoral, Mitch McConnell, o líder republicano no Senado também reconheceu nesta terça-feira a vitória de Biden. Seu pronunciamento era um dos mais aguardados. 

Como previsto, a União Europeia reforçou a pressão sobre as big techs: reguladores europeus apresentaram duas propostas de legislação mais restritiva sobre conteúdo ilegal e comportamento anticompetitivo. Se aprovadas, as multas podem chegar a até 10% da receita. Entenda as regras

O pagamento sem contato com cartões e QR Code cresceu e foi adotado por 35% dos brasileiros, acima da média mundial, mostra estudo da Bain

Outback lança combo que serve até seis pessoas nas comemorações de fim de ano

Nem TED, nem DOC: pesquisa revela o meio de pagamento mais afetado pelo PIX

Nova geração Safra enfrenta desafios no império multibilionário

Mackenzie Scott, ex de Jeff Bezos, doa 4 bilhões em 4 meses.

O anel que promete identificar se alguém está com covid

E a cisão de fundos só para grandes investidores da SPX virou assunto na Fintwit

HOJE | Xangai / -0,007%
Tóquio / +0,26%
Londres / +1,02% (às 7h)


ONTEM | Ibovespa / +1,36%
S&P 500 / +1,29%
Dólar / 5,09 reais (-0,66%)

A Universidade de São Paulo ficou entre as mais sustentáveis do mundo no ranking UI GreenMetric World University Ranking 2020, que analisou mais de 900 universidades. Em primeiro lugar está a Universidade de Wageningen, na Holanda, seguida de três representantes britânicas: Universidade de Oxford, Universidade Nottingham e a Universidade de Nottingham Trent. A USP ficou em 13º, e o Brasil tem outras três universidades no ranking. Leia mais

Campus da USP em São Paulo: universidade ficou entre as mais sustentáveis | Foto: USP/Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário