terça-feira, 15 de dezembro de 2020

INFRAESTRUTURA: A BOLA DA VEZ

 SETOR AGROPECUÁRIO

Já faz um bom tempo que, ano após ano, a AGROPECUÁRIA vem sustentando, sistematicamente, a nossa empobrecida economia. Isto significa, claramente, que não fosse o fantástico desempenho deste setor, o PIB brasileiro estaria fadado a apresentar uma queda em torno de 10% neste complicado ano de 2020. Ou seja, graças ao ótimo desempenho do SETOR AGROPECUÁRIO o PIB brasileiro deverá ostentar uma queda de apenas 4,5% negativos, como prevê o mercado financeiro.  


OPORTUNIDADE RARA

Pois, pelo que tudo indica, além da continuidade dos bons resultados apresentados pelo SETOR AGROPECUÁRIO para 2021, também já é possível enxergar o interesse de INVESTIDORES nas mais diversas OBRAS DE INFRAESTRUTURA, coisa que, indiscutivelmente, é tudo o que mais falta neste nosso imenso Brasil. Anotem aí: trata-se de uma oportunidade rara para quem está disposto a fazer NOVOS INVESTIMENTOS. 


SANEAMENTO

Pois, inobstante às dificuldades de toda ordem que o Brasil é um eterno refém, estou convencido de que a aprovação de importantes NOVOS MARCOS REGULATÓRIOS vão fazer a diferença para melhor. Começando pelo MARCO REGULATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO, recentemente aprovado, o qual já deixou inúmeros investidores em estado de euforia. Por tudo que o mercado revela e, principalmente, pela absoluta falta de SANEAMENTO em todo Brasil, o interesse para investir neste setor é enorme. A expectativa é de que até 2033 deverão ser direcionados mais de R$ 500 bilhões. Que tal?


LISTA

Da mesma forma, as aprovações de outros importantes MARCOS REGULATÓRIOS, que enfim começaram a ser aprovados na Câmara e no Senado, como: da NOVA LEI DE FALÊNCIAS; das STARTUPS; da CABOTAGEM (BR DO MAR; do ÓLEO E GÁS; das FERROVIAS; do SETOR ELÉTRICO; do PETRÓLEO, etc. 


PREVISÕES PARA 2021

Segundo balanço divulgado ontem, 14, pelo competente ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, foram entregues, em 2020, 86 obras prioritárias. Detalhe: só em estradas, segundo estudos da EPL - Empresa de Planejamento e Logística- foram 1.259 km ao longo do ano em todo o país, resultando em uma REDUÇÃO, EM MÉDIA, DE 11% no valor do frete agrícola. Para 2021, Tarcísio informa que a sua Pasta planeja conceder 52 ativos à iniciativa privada: a expectativa é de que, por meio de concessões, privatizações e renovações, R$ 137,5 bilhões sejam investidos em infraestrutura no país; e que quase R$ 3 bilhões sejam obtidos por meio de outorgas.


Entre as concessões previstas, há as de 23 aeroportos; 17 terminais portuários; duas ferrovias (FIOL e Ferrogrão) e uma renovação antecipada – além de onze lotes de rodovias e da “desestatização” da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa).


BOM ANO

Como o ministro Tarcísio goza de grande credibilidade, graças às suas boas e indiscutíveis atuações, e como vários MARCOS REGULATÓRIOS estão sendo aprovados, tudo leva a crer que em 2021 a economia brasileira precisará depender do bom e já corriqueiro desempenho do SETOR AGROPECUÁRIO. Os demais setores, enfim, deverão dar o ar da graça no sentido de contribuir para um BOM ANO! 


CICLO DE CONVERSAS SOBRE A ARTE



ARTE NO BRASIL - FORÇA E INFLUÊNCIA DO NEOCONCRETISMO


O último encontro do ano do Ciclo Conversas Sobre Arte traz o crítico e curador Rafael Vogt Maia Rosa para uma aula especial sobre arte contemporânea brasileira. Partindo do movimento neoconcretista do final da década de 50 até chegar aos dias de hoje, passaremos pela produção de artistas referenciais como Lygia Clark, Hélio Oiticica, Sergio Camargo, Lygia Pape e Amilcar de Castro, colocando em perspectiva a beleza, a força e a riqueza entre as manifestações artísticas no país. A atividade é gratuita e acontece ao vivo em nosso canal no YouTube. Acesse o link e ative o lembrete para assistir a aula!https://www.youtube.com/watch?ab_channel=InstitutoLing&v=RsVp02q9ccI


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário