quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Gleen Greenwald chama de ‘vazamento ilegal’ acusações contra David Miranda

Greenwald, o vazador.



O jornalista e fundador do The Intercept Brasil, Gleen Greenwald, comentou as acusações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentações atípicas na conta de seu marido, o deputado federal David Miranda (PSOL).

Um dos responsáveis por vazar as conversas entre pessoas ligadas à Operação Lava Jato, Greenwald disse que a informação é um “vazamento ilegal e falso”.

continua após a publicidade

Greenwald acusou os integrantes do MP de tentarem manchar, na visão dele injustamente, a imagem de seu marido.

“É muito irônico, porque um tema principal da nossa reportagem é o fato que o Ministério Público (MP) abusa o tempo todo de seu poder contra seus inimigos, inclusive vazando ilegalmente informações com o objetivo de sujar e destruir a reputação de seus adversários usando veículos da mídia, como Antagonistas e Globo, que não são jornalistas mas parceiros, que é exatamente o que fizeram neste caso”, declarou o jornalista em vídeo no YouTube.

Ontem foi divulgado que um relatório do Coaf apontou para movimentações financeiras atípicas na conta de David Miranda no montante de R$2,5 milhões. De acordo com o órgão fiscalizador, R$ 1,3 milhão entrou na conta corrente do parlamentar, registrada em uma agência do Banco do Brasil que fica em Ipanema, na Zona Sul do Rio. As saídas somaram R$ 1,2 milhão.

continua após a publicidade

Os analistas do Coaf consideram “suspeita de ocultação de origem” uma série de depósitos de valores que giravam entre R$ 2,5 mil e R$ 5 mil, feitos em dinheiro vivo.

Greenwald, o responsável pelos vazamentos de informações obtidas a partir da invasão de celulares, acusa o relatório do Coaf de ser falso.

Informações da Folha de S. Paulo.


MBL News

Nenhum comentário:

Postar um comentário