segunda-feira, 21 de novembro de 2022

Valencia tem jornada de todas as emoções em atuação de gala para Equador na estreia

 Atacante foi da frustração, à dor e ao trunfo no 2 a 0 sobre o Catar pela primeira rodada da Copa

Bernardo Bercht

O atacante Enner Valencia levou todas as emoções aos equatorianos em 77 minutos de Copa do Mundo, neste domingo. O saldo total, com o 2 a 0 sobre o Catar, foi de uma grande festa; mas todo o espectro até o triunfo apareceu na grande atuação do agora goleador isolado do Equador em Mundiais.

A jornada começou com frustração. Mostrando velocidade em suas passadas rápidas, mesmo aos 34 anos, Valencia apareceu livre para cabecear para o gol inaugural da Copa, aos 3 minutos de partida. O novo VAR semiautomático, porém, flagrou uma mínima infração no lance que abafou o grito do centroavante e dos milhares de equatorianos. Do lado catari, um grande ufa, a emoção do alívio.

O novelão da vitória equatoriana passou, então, para a dor e revolta. Ao se desvencilhar da marcação com qualidade, Valencia virou alvo e desabou algumas vezes entre caneladas, pisões e encontrões. Um puxão de perna do goleiro Al Sheeb, contudo, abriu as portas para a felicidade depois do tombo na área.

Valencia mostrou a serenidade para bater um pênalti certeiro, colocadinho no canto direito e, enfim, abrir sua artilharia com o 1 a 0.

Antes da celebração total, porém, os equatorianos ainda teriam de passar pelo terror. Valencia prendeu o pé no chão e foi atingido no joelho por um rival catari. No replay, a dolorosa torsão acabou evidente, o atleta sofrendo no gramado e a torcida já pensando no futuro da Copa sem o grande protagonista.

O atacante levantou, contudo, seguiu e ainda surgiria de cabeça para o triunfo definitivo. Na área, bem posiciona, escorou no cantinho e definiu o 2 a 0. Encerrou o dia com a cautela, ao deixar o campo aos 32 minutos da etapa final, poupando o joelho dolorido.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário