domingo, 20 de novembro de 2022

PL diz que vai entrar com ação para que TSE desconsidere votos de urnas antigas

 Valdemar Costa Neto, presidente do partido, disse que vai ingressar com ação na corte eleitoral até a próxima terça-feira (22)

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, disse que vai ingressar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com uma ação para que sejam desconsiderados os votos de urnas eletrônicas fabricadas antes de 2020. O chefe do partido ao qual é filiado o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o processo deve ser protocolado até a próxima terça-feira (22).

"São as urnas de 2020 pra baixo. São as urnas antigas. Todas elas têm o mesmo número. Não têm patrimônio. Não tem como controlar a urna. Você vai checar a urna antes da eleição, são todas com o mesmo número", afirmou.

"Agora, vamos ver o que o TSE vai resolver, vai decidir. Nós não queremos propor nova eleição, mas tem que decidir", continuou. "Acredito que sejam 250 mil urnas. Todas as urnas antes do ano de 2020 têm o mesmo número de patrimônio", disse Valdemar Costa Neto.

"Isso é culpa dos funcionários do TSE, porque a direção do TSE não tem conhecimento disso. O pessoal de cima não sabe que existe isso lá embaixo", completou. "Temos tudo já comprovado, tudo fotografado, tudo colocado em cartório. [...] Tem muita gente trabalhando nisso."



Blog do Nolasco / R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário